Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 10, 2010

Anatel inclui mais um dígito em celulares de SP

Imagem
Monica Campi, de INFO OnlineQuinta-feira, 09 de dezembro de 2010 - 16h59

Getty Images


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) definiu hoje incluir mais um dígito nos números de celular de São Paulo (código 11).A medida visa combater a escassez de números para novas linhas em São Paulo, que de acordo com especialistas poderia se esgotar até o final deste ano.
Atualmente, a área conta com 27 milhões de números ocupados, de acordo com a agência.Para se ter uma ideia, a cidade de São Paulo possui uma demanda mensal de cerca de 250 mil novos celulares. Mais de 36 milhões de números já foram designados para as operadoras dentro da área do DDD 11 (de um total de 37 milhões de combinações possíveis).Ao analisar as alternativas existentes - a adoção de um novo código nacional (CN10) sobreposto ao CN11 e a inclusão de um nono dígito -, o Conselho Diretor considerou os pontos favoráveis e as dificuldades de implementação das duas alternativas e optou pela segunda.A principal razão p…

Brasileiro fala pouco ao celular

Imagem
Kátia Arima, da INFOQuinta-feira, 09 de dezembro de 2010 - 17h09

Divulgação Segundo Luca Luciani, presidente da TIM Brasil, em 2010 o brasileiro falou, em média, 106 minutos mensais, menos que a India (185 minutos) e a média mundial (250 minutos)
O brasileiro fala pouco tempo pelo celular e a expectativa é dobrar esse tempo em dois anos, afirma o presidente da TIM no Brasil, Luca Luciani.Em 2010, o brasileiro falou, em média, 106 minutos mensais, menos que a India (185 minutos) e a média mundial (250 minutos). No ano passado, a média brasileira era bem menor (87 minutos).
Na TIM, os clientes falaram 123 minutos, em média, no terceiro trimestre de 2010. No mesmo período, no ano anterior, a média era 90 minutos. "Estamos nos preparando para que as classes C, D e E falem mais tempo ao celular", diz o executivo.Aumentar o consumo de dados pela rede móvel é outra prioridade da TIM para 2011, diz o presidente da operadora. "Muitos brasileiros chegam a pagar R$ 1,50 p…

ElectroHub carrega quase tudo

Imagem
por Felipe Maia

Pode parecer, mas o carregador sem fio da imagem acima não é apenas um produto conceito. O gadget se chama ElectroHub e, apesar de só estrear na CES 2011, já teve alguns detalhes revelados. O melhor deles é que ele funcionaria com quase qualquer eletrônico movido à bateria.O segredo da compatibilidade do ElectroHub é fornecer ele mesmo a bateria dos aparelhos. Elas vêm em tamanho padrão, como AA e AAA. Uma vez dentro do gadget, só é preciso colocá-lo sobre a prancha que é o ElectroHub e esperar a energia ser transferida.O carregador só não é universal porque, obviamente, nem todos os aparelhos têm o padrão de bateria oferecido por ele. Nesses casos, um adaptador que acompanha o ElectroHub pode resolver o problema. Com ou sem o adaptador, até seis gadgets podem ser recarregados ao mesmo tempo.O ElectroHub mede 23,3 x 15,5 x 2 centímetros e pesa 311 gramas. A previsão é de que ele esteja disponível no mercado mundial no primeiro trimestre de 2011 por 39 dólares…