Pular para o conteúdo principal

Hacker descobre como conseguir de graça aplicativos pagos para iPhone e iPad

In-Apps podem ser ludibriados com facilidade e vídeo explica isso

Entre os diversos tipos de aplicativos da App Store, estão os in-apps, aqueles que você baixa de graça, mas se quiser alguma melhoria deve pagar por isso. Ou pelo menos deveria. Um hacker russo descobriu como "enganar" esses softwares e conseguir comprar tudo de graça, sem a necessidade de fazer jailbreaking ou qualquer outro tipo de coisa no aparelho. Abaixo, os passos que o hacker seguiu para se aproveitar da falha da App Store:

- Ele instalou dois certificados de segurança, que foram baixados de sites que proveem o serviço (no vídeo, aparece a sugestão de usar o http://www.in-app.com/p/getting-started.html)

- Deslogou-se da App Store

- Definiu um novo DNS nas preferências de Internet do seu iPhone (no vídeo, o endereço usado foi 94.228.221.10)

- Em seguida, tentou comprar algo

- Usou um e-mail e uma senha qualquer para concluir a transação

Essa falha mostra que a Apple não é tão perfeita quanto muitos pensam e a App Store não é tão segura assim, principalmente para desenvolvedores, que podem levar um prejuízo enorme com essa descoberta. Mas até a maçã consertar o problema, muitos usuários devem se aproveitar.


Fonte: http://www.superdownloads.com.br/materias/hacker-descobre-conseguir-de-graca-aplicativos-pagos-iphone-ipad.html#ixzz21UHZ9YpG
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Nos últimos dias, estão surgindo relatos de problemas com o Google Pixel e Pixel XL, cada vez com mais frequência. Há um defeito conhecido nos alto-falantes do dispositivo, e uma falha na câmera já relatados aqui no TudoCelular.
O Pixel possui leitor biométrico na parte traseira do dispositivo. Por conta disso, muitos usuários pediram que algum recurso fosse disponibilizado para facilitar a consulta à presença de notificações ou o relógio quando a tela está apagada. Há algumas semanas, uma atualização incluiu o toque duplo para despertar no dispositivo.
Entretanto, agora os usuários estão relatando problemas com a função. Ao que parece, quando o smartphone está em modo Doze, o toque duplo não funciona corretamente. O mesmo quando a tela acabou de apagar e o bloqueio ainda não foi ativado.

Nesses casos, para acender a tela do aparelho, é necessário apertar o botão liga/desliga ou ativar a leitura da digital, que era a reclamação inicial dos usuários antes de o Pixel receber o recurso …

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

O site PatentlyMobile descobriu um registro de patente feito pela Microsoft relativo a um leitor de impressão digital muito parecido com o que é usado no Google Pixel, o sucessor do Nexus lançado há dois meses. O sensor patenteado é capaz de compreender movimentos feitos com o dedo na tela para realizar tarefas pré-programadas.
Segundo uma análise da patente, com esse leitor é possível realizar três gestos na interação com a tela: tocar, tocar e segurar e tocar e arrastar. Esse tipo de tecnologia também estaria sendo desenvolvido pela Samsung e pela Apple para seus próximos dispositivos móveis top de linha.
De volta ao jogo
A patente, registrada em junho de 2015, explica: "Em uma ou mais implementações, um dispositivo computacional inclui um sensor biométrico, como um leitor de impressão digital, que é configurado para detectar entradas gestuais. Quando uma entrada gestual é recebida de um usuário, o sensor detecta características biométricas e determina um gesto com base na ent…

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa

Fabricante chinesa TCL vai produzir smartphones Android com marca da BlackBerry.

A BlackBerry anunciou recentemente de forma oficial a sua saída do negócio de produzir smartphones. Agora a empresa canadense revelou que licenciou sua marca para a fabricante chinesa TCL produzir aparelhos Android com o logo da BlackBerry.

Com isso, a TCL poderá fabricar e vender os próximos celulares da BlackBerry em todo o mundo, com exceção dos seguintes países: Índia, Indonésia, Bangladesh, Sri Lanka e Nepal, onde a BlackBerry fechou acordos locais de licenciamento.

Vale destacar que a mudança não será nada demais para a TCL, que já foi responsável pelos dois smartphones mais recentes da BlackBerry, o DTEK50 e o DTEK60, ambos com sistema Android.

Com isso, a BlackBerry segue um caminho parecido com a Nokia, que licenciou recentemente sua marca para a empresa finlandesa HMD Global usar em novos telefones celulares.

Líderes do mercado mobile em um passado cada vez mais remoto, Nokia e BlackBerry não c…