Postagens

Mostrando postagens de Junho 30, 2014

Samsung anuncia Galaxy Star 2, aparelho de baixo custo e com dois chips

Imagem
Após a chegada do Samsung Galaxy S5 ao mercado, a Samsung anunciou nesta segunda-feira (30) sua nova linha de smartphones para mercados emergentes. Nada menos do que quatro novos aparelhos foram anunciados e o Star 2 é um deles, trazendo a mais nova versão do Android, a 4.4 KitKat, para um público disposto a pagar pouco e que, nas palavras da própria empresa, quer um celular pequeno e estiloso.

Com design bem parecido com seu irmão maior, o Samsung Galaxy Star 2 é voltado para quem não quer gastar muito com tecnologia, mas ainda assim ter acesso a aplicativos comuns como Facebook e WhatsApp, por exemplo. É por isso que o celular vem embarcado com a mais recente edição do Android, mas em um formato compacto.



A tela é de apenas 3,5 polegadas HVGA (com resolução de 420 x 380 pixels), como muitas das ofertas de pequeno porte da Samsung. O Star 2 também possui suporte para dois chips, outra característica que já está se tornando pré-requisito em celulares de baixo custo, e tem duas opções …

Criação de pastas deve chegar em futuras versões do Windows Phone 8.1

Imagem
Uma documentação descoberta em páginas de suporte da Microsoft revelou que uma versão futura do Windows Phone 8.1 poderá obter a capacidade de criar pastas de aplicativos na tela inicial. Pouco tempo depois a página foi removida pela empresa.

Tal funcionalidade não é surpresa, visto que melhora o uso do sistema pelos usuários. Assim como no Android e iOS, o novo recurso funcionará ao arrastar um ícone sobre o outro, criando uma pasta automaticamente. Uma vez que vários aplicativos são armazenados dentro de uma pasta, os usuários serão capazes de renomeá-las.

O sistema operacional móvel da Microsoft é construído com um layout de quadrados de diversos tamanhos e isso pode ser um problema principalmente na hora de encontrar um determinado aplicativo caso você tenha vários deles instalados. A criação de pastas viria para solucionar esse problema e ajudar a tornar o sistema mais competitivo e atraente.

Muito embora o Windows Phone 8.1 ainda não tenha sido disponibilizado publicamente, é im…

1º smartphone antiespionagem começa a chegar aos consumidores

Imagem
Consumidores que encomendaram seus Blackphones no começo do ano começaram a receber seus dispositivos. Segundo a PEC Tecnologies, empresa responsável pelo desenvolvimento e construção do produto, o primeiro lote de celulares já está sendo entregue.

O aparelho roda uma versão modificada do Android chamada PrivatOS e promete total privacidade ao usuário. À venda por US$ 629, ele tem tela de 4,7 polegadas, processador quad-core de 2 GHz, câmera traseira de 8 MP e frontal de 5 MP, 16 GB de memória interna e 1GB de memória RAM. Seu sistema blindado possibilita a realização de chamadas de voz e vídeo criptografadas, navegação na web anônima e armazenamento dos arquivos em uma nuvem privada.

O smartphone foi lançado oficialmente no Mobile World Congress no início do ano. Nos meses seguintes, a quantidade de produtos disponibilizados para pré-venda se esgotou. Quem estiver interessado em adquirir um Blackphone deve esperar até 14 de julho, quando as vendas serão reabertas.

A novidade agora é q…

Huawei Ascend G750 com alta velocidade operacional

Imagem
A tecnológica chinesa Huawei apresentou o seu primeiro smartphone que integra um processador octa-core 1.7 GHz e modo Dual SIM.


O processador de oito núcleos confere um velocidade extremamente rápida aos sistema, tornando a experiência do utilizador algo ímpar. Exibindo um ecrã LCD de 5.5 polegadas, uma câmara dianteira de cinco megapixéis e uma traseira de 13 MP e operando sobre o SO Android 4.2 da Google, o Huawei Ascend G750 possibilita uma experiência de navegação de excelência, fluída e sem quebras.

O novo membro da família Ascend da empresa chinesa oferece o modo Dual SIM, mediante o qual os utilizadores podem combinar duas redes de telecomunicações distintas num único dispositivo. Desta forma, pode alternar-se entre uma ou outra operadora, ou mesmo tê-los a funcionar em simultâneo.

Este novo modelo vem equipado com uma memória RAM de dois Gigabites e uma memória interna com uma capacidade de oito GB, podendo esta escalar até aos 32 GB com a associação de um cartão Micro SD.

A …

Google vai de Mediatek para o smartphone popular Android One

Imagem
O Google firmou uma parceria estratégica com a Mediatek para o fornecimento de chips para o Android One. Para quem não sabe, o Android One é essencialmente uma plataforma de referência para prover aos fabricantes de hardwares, acesso a uma plataforma barata na construção de aparelhos de baixo custo.
Assine a tag google para ser avisado sempre que novos conteúdos marcados pela tag forem publicados


A estratégia do Google é que os smartphones com o “selo” Android One custem menos de US$ 100 para serem fabricados, o que significaria um preço final para o consumidor abaixo de US$ 200 (livre de contrato com qualquer operadora de telefonia).

Como se trata de um aparelho de baixo custo, a Mediatek parce se encaixar exatamente no perfil do Google, uma vez que a fabricante asiática é reconhecida pelo fornecimento de chips com uma ótima relação de custo x benefício.

O primeiro aparelho Android One será lançado na Índia pelas empresas Micromax, Karbonn e Spice, tendo tela de 4,5 polegadas e p…

THL 5000 – Novo smartphone com bateria duradoura

Imagem
O problema sobre a duração das baterias de celulares e smartphones não é novo. Outra coisa é que também não se restringe aqueles que são mais inferiores. Tanto faz se o aparelho é o mais barato do mercado ou um topo de linha lá está o problema. A questão parece estar um pouco longe de ser resolvida. Mas apesar de tudo tem gente que anda trabalhando nessa área, ou melhor, na bateria.

Recentemente tivemos uma surpresa no setor de dispositivos móveis. E para quem pensa que veio de uma grande companhia está completamente errado. Ao mesmo tempo em que as gigantes disputam o mercado com seus modelos de última geração, marcas relativamente menores que, em sua maioria se encontram na Ásia, parecem estar dispostas a correr um pouco de risco e lançar no mercado aparelhos diferentes.

Um desses casos é o da empresa chinesa THL. A empresa anunciou recentemente um smartphone Android 4.2 e com uma bateria de 5.000 mAh. Para se ter ideia é uma das maiores de que se tem notícia até hoje. Em t…

Microsoft e Nokia não viam o Android como ameaça em 2007

Um dos maiores erros que uma empresa pode cometer dentro do mercado em que atua é não conhecer a força de seus adversários. Ou, pelo menos, não conseguir compreender o potencial de um produto novo lançado por um concorrente.

É o que aconteceu com o mercado de telefonia móvel. Em 2007, quando a Google anunciou o Open Handset Alliance e seus planos relacionados com o Android, algumas empresas concorrentes declararam publicamente que a plataforma de código aberto não seria bem sucedida.
Não é uma ameaça

A Nokia estava em uma posição confortável no mercado de smartphones nesta época. A empresa dominava o setor graças a sua linha de dispositivos Symbian. E, de acordo com a Reuters, um porta-voz da Nokia disse em novembro daquele ano que eles não viam o Android como uma ameaça.

Como sabemos, esse pode ter sido um dos maiores erros da companhia em toda a sua história. A Nokia acabou sendo comprada pela Microsoft, além de, ironicamente, lançar um dispositivo Android para o mercado de entrada…

Google removerá o QuickOffice da App Store e do Google Play

Imagem
Google removerá o QuickOffice da App Store e do Google Play.



Depois de comprar e relançar o QuickOffice como app gratuito para iOS e Android, o gigante das buscas resolveu que é hora de eliminar a possibilidade de download do app em ambas as plataformas onde está disponível. O objetivo é de deixar com que os apps do Google Docs façam o trabalho sozinhos.

Calma que a remoção do app não ocorrerá hoje, mas sim nas próximas semanas e ele marca o fim de uma era para o app de edição de documentos do Office em aparelhos móveis. O QuickOffice nasceu muito antes dos smartphones, há 12 anos e conviveu com uma grande série de plataformas (que inclui o Android, alguns Nokias smartphones ou não, Palm, iOS, BlackBerry, Windows Phone e Mobile e outros) até ser comprado pelo Google, no ano passado.

Com a remoção do QuickOffice do Google Play e da App Store, o Google pretende alavancar a utilização de seus próprios apps para edição de textos, planilhas e apresentações, além de popularizar ainda mais a …