Pular para o conteúdo principal

Brasileiros criam smartphone para competir com marcas internacionais A Quantum Go


Desenvolvido pela Quantum, uma unidade de negócio da Positivo, smartphone foi feito sob medida para o consumidor brasileiro




Thiago Miashiro, Marcelo Reis e Vinicius Grein se conheceram trabalhando juntos na Positivo

Mais de 14 milhões de smartphones foram vendidos no Brasil no primeiro trimestre de 2015, um número 33% maior do que o alcançado no mesmo período do ano passado, segundo dados da IDC Brasil. Querendo aproveitar o potencial desse mercado, três empreendedores montaram uma nova frente de negócios dentro da Positivo Informática, a Quantum, focada no desenvolvimento e na venda de dispositivos eletrônicos através de plataformas online.

A frente do projeto está Marcelo Reis, 30 anos, formado em engenharia e empreendedor desde 2013. Vinicius Grein, 32 anos, engenheiro com mais de 10 anos de experiência em empresas de tecnologia e responsável pelo desenvolvimento de produtos, e Thiago Miashiro, 28 anos, homem do marketing da Quantum.

Reis deixou a Positivo em 2013 para montar a Mobfirst, empresa de desenvolvimento de aplicativos e sites móveis. No fim do ano passado, o empreendedor contatou Grein e Miashiro, funcionários da Positivo, e apresentou o projeto da Quantum, inspirado pelo sucesso de empresas como a chinesa Xiaomi. "Reparamos em um movimento no mercado de tecnologia de países emergentes como Malásia e Índia que utiliza a venda direta. O produto sai direto do chão da fábrica para os consumidores, sem intermediários, evitando taxas e reduzindo o preço final", diz.

Juntos, os três foram até o presidente da empresa, Hélio Rotenberg, para saber se a Positivo teria interesse em investir no projeto. "Quando eu apresentei o projeto para o presidente, eu senti um certo pé atrás. Mas ele gostou da ideia. Depois de apresentações e conversas, eu fiz um pitch, como os donos de startups fazem, e os convenci", afirma.


Quantum Go está à venda em duas versões, por R$ 699 e R$ 899 (Foto: Divulgação/Quantum)

Para lançar o primeiro produto da Quantum, o smartphone Quantum Go, foram necessários oito meses de pesquisas e desenvolvimento. "Para ele ficar pronto, foram diversas idas e vindas da Ásia para formatar o aparelho de acordo com as pesquisas sobre os hábitos de consumo dos brasileiros", diz Reis. O empreendedor afirma que a ajuda dos engenheiros asiáticos foi vital para dar vida ao aparelho. "Foi um trabalho a quatro mãos".

"Descobrimos que o design é fundamental para o brasileiro comprar um smartphone. Além disso, percebemos que o usuário faz muitas coisas no celular ao mesmo tempo, então entendemos que era necessário investir na capacidade de memória", diz Grein. Mantendo o formato de venda direta, o Quantum Go está a venda no site da empresacom modelos que variam de R$ 699 ou R$ 899.

Em contrapartida, as pesquisas revelaram uma dificuldade do consumidor brasileiro para comprar um celular sem antes tocar e ver com os próprios olhos. A solução encontrada pelos empreendedores foi espalhar 20 quiosques em Shoppings pelo Brasil para apresentar o produto ao público. Em São Paulo, é possível encontrar os smartphones nos Shoppings Eldorado, Ibirapuera e Santa Cruz.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

As cidades brasileiras com maior número de dispositivos infectados por hackers

Os brasileiros precisam estar cada vez mais atentos com a segurança digital dos seus computadores e celulares. Um relatório da Norton by Symantec revela que o país é o terceiro com mais dispositivos infectados por hackers através de bots.
O país também se destacou como sendo o mais afetado da América Latina, com 37% dos equipamentos infectados. As cidades de São Paulo (36,3%), Rio de Janeiro (20,74%) e Curitiba (6,29%) concentram a maior parte das infecções no país. Além disso, a capital paulista é a segunda com o maior número de dispositivos infectados, ficando atrás somente da Cidade do México.

Veja as dez cidades brasileiras e da América Latina que mais sofrem ataques hackers:

Apenas em 2016, foram identificados mais de 6,7 milhões de dispositivos que foram adicionados à rede global de botnets – os bots são dispositivos conectados à internet infectados com malware que permitem que hackers assumam remotamente o controle de muitos dispositivos ao mesmo tempo –, sendo que mais de 689…

Como recuperar fotos apagadas do Instagram

(Foto: Reprodução)
Como recuperar fotos apagadas do Instagram


Caso você tenha apagado uma foto bacana do Instagram e queira recuperá-la, existem duas possibilidades de fazer isso, embora nenhuma delas garanta que sua imagem será de fato recuperada.

Abaixo explicamos de duas maneiras como encontrar uma foto que você já postou no Instagram. Uma delas depende do Facebook, enquanto a outra aposta na câmera do seu smartphone para resgatar imagens antigas.

Pelo Facebook

Caso você tenha vinculado sua conta do Instagram ao Facebook e costume postar as fotos nas duas redes simultaneamente, é bem provável que a foto removida do Instagram também esteja no seu Facebook.

Para encontrá-la, entre no seu perfil na rede social de Zuckerberg e procure pelos álbuns de fotos. Um deles chama "Instagram Photos" e conta com todas as imagens enviadas ao Facebook por conta do Instagram. Lá dentro, é só procurar a foto que você quer no meio delas.

Nas fotos do seu smartphone

Caso você mantenha ativada a opçã…

GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha

(Foto: Reprodução/Mashable)
GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha

A GoPro anunciou uma nova geração de sua tradicional câmera de ação. A Hero 6 Black chega para suceder a Hero 5 revelada no ano passado e traz uma série de novas capacidades para a câmera em termos de captura de imagem e conectividade.

Em termos de imagem, os usuários vão poder aproveitar a nova tecnologia para registrar vídeos em resolução 4K a uma taxa de 60 quadros por segundos. O modelo anterior só conseguia registrar 30 quadros por segundo nessa resolução. Além disso, quem preferir registrar vídeo em HD poderá aproveitar uma taxa de até 240 quadros por segundo, enquanto o antecessor só chegava a 120.

Já sobre conectividade, a chegada do suporte a redes Wi-Fi de 5 GHz será bem-vindo para quem já fez a transição para um roteador mais recente, com padrão 802.11ac. Isso pode permitir maiores taxas de transferência, o que é sempre uma boa notícia.

Outras mudanças incluem a melhoria na estabilização de ima…