Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 13, 2015

chinesa lança smartphone com tela de safira "inquebrável"

Imagem
A chinesa Desay acaba de lançar um smartphone com tela de safira, conhecida no mercado tecnológico por suas características de alta durabilidade. No vídeo promocional do aparelho, o Magical Mirror x5, o celular é colocado junto de um triturador de castanhas e continua intacto, ganhando notoriedade por ser "inquebrável".

A Desay é especulada atualmente como uma das fornecedoras de bateria da Apple. Em 2014, a empresa da maçã planejava lançar os novos modelos de iPhone com safira por meio da GT Advanced Technologies. Contudo, os planos da empresa norte-americana mudaram e a tela de cristal não foi utilizada na sexta versão do iPhone.

Enquanto a Apple ainda estuda a viabilidade de utilizar de fato telas de safira em seus smartphones, existem outros aparelhos com a tecnologia disponíveis no mercado: o Brigadier, da Kyocera, e o Ascend P7, da Huawei.

Na esteira de seus concorrentes orientais, o Magical Mirror x5 é composto por uma tela de 5 polegadas, carro chefe do produto. Aind…

Smartphones com tecnologia 4G pode cair até 42% em 2015

2015 começa desafiador para fabricantes e operadoras de telecomunicações, As empresas projetam queda acentuada no preço dos aparelhos celulares de quarta geração.  Oi e TIM, estimam recuo de 42%  nos modelos sem subsídio da operadora (não atrelados a um plano pós-pago). Estima se que os preços podem chegar a R$ 500 para lançamentos,  no fim de 2014 o 4G custou R$ 1,5 mil. Muitos modelos podem ser encontrados hoje por R$ 700.

A queda de preços de aparelhos com 4G é mais acelerada do que de 3G. Desde 2012, os preços de 3G caíram 40% e os de 4G, 42%.

Recentemente, a TIM estava negociando com fornecedores o 4G Lumia 635 por R$ 499. A alta do dólar pode não só impedir que esse preço seja mantido, mas até aumentar o valor por um período até voltar a declinar. "Será um ano mais duro que 2014, pois a economia como um todo tem patamar de crescimento mais baixo", disse Cristilli.

"Com a alta do dólar não enxergamos tendência de queda de preços de aparelhos em três a seis meses&q…