Postagens

Mostrando postagens de Julho 8, 2015

Mudanças na Microsoft: o que a empresa reserva para os Lumias?

Imagem
Esta quarta-feira, 8, é um dia estranho para os fãs da Microsoft, dos aparelhos Lumia e do Windows nos celulares. A empresa anunciou uma estratégia nova para seu negócio de smartphones, confirmou a demissão de 7,8 mil pessoas (a maioria ligada ao negócio de mobilidade) e assumiu o prejuízo de US$ 7,6 bilhões da aquisição da Nokia em 2013.

Mas o que isso significa para os Lumias? O CEO Satya Nadella diz que a empresa terá um “portifólio de celulares mais eficiente e mais focado a curto prazo”, o que, traduzido do “executivês”, significa muito provavelmente menos smartphones Lumia. Hoje a empresa lança aparelhos para todas as faixas de preço, às vezes mais de um modelo na mesma faixa de custo.

A Microsoft promete agora focar seus esforços em smartphones em três áreas distintas: negócios, aparelhos baratos e tops de linha. "Traremos aos clientes corporativos as melhores experiências de gerenciamento, segurança e produtividade de que eles precisam, aos compradores de aparelhos barato…

Hackers hackeiam empresa de hackers

Imagem
A Hacking Team, empresa italiana de segurança digital que presta serviços de invasão e espionagem para governos de diversos países, sofreu um ataque hacker no último domingo (5), resultando no vazamento de 400 GB de informações privadas. Os invasores distribuíram os documentos internos através de torrent, revelando os supostos clientes da empresa e as vulnerabilidades exploradas.

Este documento mostra que a empresa tinha capacidade de se infiltrar em iPhones e iPads com jailbreak para roubar dados das vítimas. Quem quisesse contratar o serviço, para interceptar informações do Skype, WhatsApp e Viber, bem como dados de contatos, localização e chamadas, deveria arcar com uma licença de 50 mil euros. No caso do Android, o custo seria de 40 mil euros.



Os dados vazados incluem emails, códigos-fonte, recibos, backups de servidores e listas de clientes, que englobam agências governamentais de países como Azerbaijão, Etiópia, Rússia e até Sudão, embora a Hacking Team tenha negado, no ano passad…