Postagens

Mostrando postagens de Outubro 22, 2015

HTC revela One A9, um intermediário que é a cara do iPhone 6

Imagem
A taiwanesa HTC revelou nesta terça-feira, 20, seu novo smartphone top de linha: o HTC One A9. Porém, o que mais chama a atenção no dispositivo Android, vendido nos Estados Unidos por US$ 400 (cerca de R$ 1.600 na cotação atual), é o design que lembra imediatamente as mais recentes versões do iPhone, da Apple.

Para a HTC, porém, é o iPhone que se inspirou em seu visual. Afinal, foi a taiwanesa que produziu os primeiros smartphones com corpo metálico, além das linhas em horizontal na parte traseira. Contudo, com exceção do posicionamento da câmera e do formato do botão de início, o aparelho é muito semelhante ao iPhone 6 e ao iPhone 6s.

Por dentro, o One A9 roda Android 6.0 Marshmallow em uma versão bem parecida com a experiência pura do Nexus, mas ainda ostentando algumas customizações de interface. A tela possui 5 polegadas, a câmera tem 13MP, a memória RAM é de 3GB e o espaço de armazenamento interno chega a 16GB. Além disso, o processador é um Snapdragon 617 com oito núcleos e 1.5GHz…

Xperia C5 Ultra Dual lançamento da sony

Imagem
Apesar de os smartphones não serem o carro-chefe financeiro da Sony, a empresa japonesa continua a investir nos dispositivos - inclusive tendo anunciado recentemente o primeiro smartphone com tela 4K do mundo. E esse investimento tem valido a pena para o consumidor, pois a linha Xperia traz alguns modelos interessantes.

Mais recente, o C5 Ultra Dual se destaca principalmente pela sua configuração de câmeras: o aparelho tem uma câmera traseira de 13MP (até aí tudo normal) e uma câmera frontal de 13MP também. A decisão, embora incomum, faz sentido num mundo onde as selfies são cada vez mais valorizadas, e a empresa ainda capitaliza nela equipando o smartphone com algumas funcionalidades específicas para ela.

Essas câmeras têm um conjunto de hardware bastante robusto para lhes acompanhar. Ele possui um processador octa-core da MediaTek e 2GB de RAM, além de 16GB de armazenamento expansíveis via cartão microSD de até 200GB. Sua tela de 6 polegadas com resolução Full HD também não faz feio, …

Fabricante de relógios tradicionais, Fossil se arrisca com smartwatch Android Wear chamado Q Founder

Imagem
O Fossil Group, conhecido por produzir relógios tradicionais, resolveu se arriscar no mundo dos smartwatches lançando o topo de linha Q Founder. Ele utiliza o sistema operacionalAndroid Wear e, como é de se esperar, possui um display circular totalmente sensível ao toque.

Fora isso, a empresa não divulgou muitas informações sobre o smartwatch, exceto que ele utiliza um chip da Intel e vai partir de US$ 275 (cerca de R$ 1 mil na conversão direta). Além dele, também foram anunciados três outros vestíveis, que servem como rastreadores de atividades físicas.



O primeiro deles é o Q Grant, que tem cara de relógio analógico tradicional, mas também inclui sensores para atividades físicas e proporciona notificações através de vibrações e LEDs coloridas. Ele vai custar entre US$ 175 (cerca de R$ 700) e US$ 195 (R$ 770).

Para fechar a linha, a companhia também anunciou o Q Reveler e o Q Dreamer, duas smartbands que custarão US$ 125 (cerca de R$ 500). Todos os 4 vestíveis são compatíveis com smartph…

Android em nuvem: Nextbit Robin, com Snapdragon 808, entra em pré-venda

Imagem
Nextbit superou as expectativas no Kickstarter, e agora começou a andar com as próprias pernas, dando início à pré-venda de seu primeiro celular, Robin. O aparelho fez brilhar os olhos dos entusiastas de Android que precisam de uma certa maleabilidade quando o assunto é o armazenamento de informações, visto que a novidade consegue misturar o robozinho instalado na parte física do dispositivo aos servidores em nuvem. Tendo dinheiro suficiente, financiado de forma pública, para dar seus primeiros passos, é possível reservar unidades do interessante smartphone por US$ 399, exatamente o mesmo valor cobrado pela jovem companhia estadunidense quando listou seu projeto há meses, considerado um preço promocional.





Imagem: Nextbit Robin em suas duas versões, Mint e Midnight


Traduzindo para nosso contexto, a quantia de US$ 399 vira R$ 1.573, usando a cotação atual do dólar como base para a conversão e desconsiderando os impostos brasileiros. Considerando a lista admirável de configurações internas…

Huawei assume liderança do mercado de smartphones na China

Imagem
A Huawei se tornou a nova líder do segmento de smartphones na China, segundo uma pesquisa da empresa Canalys referente ao terceiro trimestre. A Xiaomi perdeu a liderança em seu país natal após um "feito impressionante" de sua concorrente. Esta é a primeira vez que a Huawei lidera o mercado de smartphones chinês.
A Xiaomi, conhecida como "Apple da China", conseguiu relevância no mundo quando há cerca de dois anos contratou o executivo brasileiro Hugo Barra para liderar a expansão internacional da empresa. Assim, a marca conseguiu desbancar a Apple em vendas no país asiático e começou a atrair uma legião de fãs fervorosos devido à boa qualidade de seus aparelhos e o preço competitivo. Crescendo de maneira acentuada, a Xiaomi se firmou como grande empresa no disputado mercado chinês.
Com o tempo, outras empresas começaram a ganhar relevância na China, como Huawei e ZTE. Aos poucos iniciaram sua "caçada" à líder Xiaomi. As vendas da Huawei apresentaram um cr…