Pular para o conteúdo principal

O futuro passa primeiro aqui





Huawei traz seu smartphone Android top de linha para o Ocidente
Gustavo Sumares 06/01/2016 Android CES 2016 Huawei

Ontem durante sua apresentação na CES 2016, a Huawei, fabricante chinesa de smartphones, informou que trará a mercados ocidentais um dispositivo com especificações que prometem colocá-lo ao lado dos Androids tops de linha da Samsung, LG e Motorola.

Trata-se do Huawei Mate 8, um dispositivo com tela Full HD (1080x1920 píxels) de 6 polegadas, câmera traseira de 16MP e câmera frontal de 8MP. Segundo a empresa, ele consegue ser menor que o iPhone 6 Plus, mesmo possuindo uma tela maior.

O aparelho utiliza um chip feito pela própria Huawei, um Kirin 950 octa-core 1,8GHz que, segundo a empresa, oferece 22% mais performance e 12% menos consumo de energia que o Exynos 7420, processador dos Galaxys S6 da Samsung. Ele será lançado com opções de 3GB de RAM mais 32GB de armazenamento, ou 4GB de RAM com 64GB de armazenamento.

Um ponto de destaque para o smartphone é a sua bateria, de 4000 mAh - maior do que todos os Androids tops de linha. E a empresa ainda promete que ele será capaz de carregar 40% de sua bateria em apenas 30 minutos. Outro diferencial o aparelho é seu leitor de impressões digitais, localizado em uma bolinha na sua parte traseira. Ele é semelhante ao do Nexus 6P, que foi desenvolvido em parceria pela Huawei e o Google.

Embora rode o Android 6.0, o Mate 8 também utiliza a EMUI, uma customização do sistema opercional do Google feita pela Huawei (semelhante à MIUI da Xiaomi ou à TouchWiz da Samsung). Ele chega ainda em janeiro aos mercados europeus, por 600 euros (a versão de 3GB de RAM) ou 700 euros (a versão de 4GB). O aparelho ainda não tem data de lançamento definida para os Estados Unidos ou para o Brasil.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa