Apple volta atrás no erro 53, que inutilizava iPhones consertados de forma “não oficial”

Se você tivesse consertado seu iPhone em alguma assistência não oficial e atualizasse o aparelho para o iOS 9.2, poderia ver o dispositivo ser inutilizado. Isso acontecia com quem tivesse mexido internamente no botão home e no sensor do Touch ID. O que era para apenas fazer o leitor de impressões digitais parar de funcionar quebrava o iPhone inteiro.


Quem sofreu com isso já pode ligar o iPhone no iTunes (e apenas no iTunes) e fazer a atualização para a versão 9.2.1 do iOS, que conserta o problema. Apesar do iOS 9.2.1 ter saído mês passado, na build 13D15, esse update é o 13D20 e traz iPhones “quebrados” de volta à vida.

O assunto veio à tona quando o The Guardian divulgou a história de um fotógrafo que estava cobrindo uma crise de refugiados e derrubou o iPhone, danificando o dispositivo. “Como eu precisava dele prontamente para o trabalho, consertei-o em uma loja local, já que não há nenhuma loja da Apple na Macedônia. Eles repararam a tela e o botão home, e funcionou perfeitamente”, disse.

Até que, ao atualizar para a nova versão do iOS, o iPhone começou a mostrar uma mensagem de “Erro 53” e não ligava mais. Não se sabia exatamente o porquê do erro, até que a Apple se explicou nesta página de suporte. A empresa também ofereceu as etapas abaixo para resolver o problema:
Verificar se você tem a versão mais recente do iTunes.
Forçar a reinicialização do iPhone, pressionando o botão home e o liga/desliga por pelo menos dez segundos.
Tentar restaurar o dispositivo novamente.
Entrar em contato com o suporte da Apple caso o problema persista.

Como uma medida de segurança, o iOS verifica se o sensor do Touch ID corresponde aos outros componentes do iPhone durante uma atualização de software ou uma restauração. Se o módulo do sensor não for identificado corretamente, a verificação falha e o Touch ID para de funcionar.



Até aí tudo bem: é inteligente que o sensor pare de funcionar se os componentes internos forem alterados, uma vez que alguma assistência mal intencionada poderia trocar o botão e substituir o sensor para roubar suas digitais, senhas e afetar o sistema de pagamentos Apple Pay. O problema é que o iPhone estava sendo inutilizado por completo, e há relatos do erro ocorrer com o mesmo sensor, sem substituição.

Ao TechCrunch, a Apple emitiu um comunicado se desculpando do ocorrido, informando que o bloqueio não era intencional e não deveria ter afetado os consumidores. Quem pagou pelo reparo poderá obter reembolso. Eis a nota:

Os dispositivos de alguns consumidores estão mostrando o aviso “Conectar ao iTunes” depois de atualizar o iOS ou restaurar [o dispositivo] via iTunes de um Mac ou PC. Isso é mostrado como Erro 53 no iTunes e aparece quando um dispositivo falha em um teste de segurança. Inicialmente, esse teste foi feito para checar se o [sensor do] Touch ID funciona corretamente antes do dispositivo deixar a fábrica.

Hoje, a Apple lançou uma atualização do sistema que permite aos consumidores que se depararam com essa mensagem de erro a restaurar com sucesso seu dispositivo usando o iTunes em um Mac ou PC.

Como lembra o TechCrunch, a atualização não faz o Touch ID voltar a funcionar. Isso acontece porque suas digitais são armazenadas em um coprocessador dedicado a verificar a inicialização com segurança, que guarda uma espécie de chave privada que não pode ser acessada por ninguém.

Caso o botão home tenha sido substituído, essa chave deixa de ficar intacta e o iOS 9 detecta a alteração, fazendo com que o sensor seja inutilizado para evitar falhas de segurança. A única solução para fazer o Touch ID voltar a funcionar corretamente é substituir o botão em uma Apple Store ― o que pode custar dinheiro.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa