Google desabilita Android Pay de Celulares com Root

Bloqueio do Google deve atingir ainda outros apps da SafetyNet.

É comum que usuários dos sistema operacional Android, se utilizem do chamado''root'' para se livrarem de aplicativos pré-instalados em seus dispositivos e que não podem ser apagados pelo usuário, além da possibilidade de ter total controle sobre tudo em seu smartphone, do consumo de bateria, ao clock do processador.

Tal processo, porém, não é totalmente seguro, visto que com o root seu dispositivo pode acabar ''brickado'', ou seja, se torna inutilizável. E nesse caso, vem outro ponto negativo do root, o fato de ele representar uma quebra na garantia com a fabricante e a operadora. Ou seja, se o usuário não reverter o root, em caso de ''brick'' ou outros problemas, não terá o suporte para resolver o problema.

Evidentemente o root não agrada a Google e as fabricantes dos smartphones, e é por isso que agora oAndroid Pay não estará mais disponível para esses dispositivos. Não somente o Android Pay, mas também outros apps da SafetyNet em smartphones ''rooteados''.

Até o momento, ainda não é possível burlar essa péssima notícia vinda dos lados da gigante Google, pelo fato de se tratar de uma atualização feita nos servidores da empresa e não nos dispositivos propriamente ditos.


Para usuários mais antigos do Android Pay, ainda não é possível detectar a mudança de cara, visto que você só receberá um aviso, quando cadastrar seu cartão de crédito no sistema ou fizer um compra, o que em outras palavras, não muda muito a situação.

Para os usuários que queiram continuar contando com o recurso, estes deverão reverter o root de seus dispositivos e voltar a versão normal, caso contrário, não terão mais acesso ao Android Pay. De qualquer maneira, a atitude tomada pela Google, mesmo que talvez compreensiva, acaba por limitar a liberdade dos usuários sobre seus dispositivos móveis. Até mesmo porque, o fato de você comprar um smartphone e ter uma parte considerável de sua memória consumida por apps nativos que não podem ser desinstalados, é de fato, algo desagradável.

O desenvolvedor Chainfire, que ficou famoso após introduzir um enraizamento em dispositivos com o sistema Android sem alterar nada na partição / System (desabilitando a detecção do SafetyNet), irá buscar meios de como reverter a novidade desagradável, embora isso pareça ser uma chance remota nesse momento.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa