Redmi Pro tem 3 é Apresentado pela Xiaomi


Redmi Pro tem 3 câmeras, 128GB e preço matador




A Xiaomi apresentou nesta quarta-feira (27), em um evento em Beijing, o Redmi Pro, seu novo flagship. O aparelho tem como destaque um par de câmeras traseiras e sensor de impressões digitais e versões com até 4GB de RAM e 128GB de armazenamento.


A linha Redmi surgiu em 2013, como uma alternativa de baixo custo da empresa, e dois modelos foram lançados e comercializados no Brasil: Redmi 2 e Redmi 2 Pro. O aparelho de maior sucesso até hoje foi o Redmi Note 3, que infelizmente não veio para cá.


O novo Redmi Pro promete seguir o sucesso do Redmi Note 3 e tem especificações bem atraentes por um preço muito, muito chamativo.

Ele possui uma construção em metal escovado, com bordas laterais que lembram o HTC 10, tem uma tela OLED de 5,5″ com resolução Full HD (1920×1080), sustentada por um processador deca-core Mediatek X20 ou Mediatek X25, dependendo da versão, uma GPU Mali T880, 3 ou 4 GB de memória RAM e três opções de armazenamento interno:32, 64 ou 128 GB.



Se as especificações já impressionam, saiba que o aparelho também quer se destacar na fotografia. Ele possui duas câmeras traseiras para conseguir capturar cenas que, de acordo com a Xiaomi, só são possíveis com câmeras DSLR.

A câmera é capaz de capturar fotografias com mais detalhes de cores e fazer o efeito de “desfoque de lente”, Bokeh sem ajuda de softwares de processamento. Para dar conta, o Redmi Pro tem um processador de imagens separado.

Também é possível selecionar o foco depois que a imagem foi capturada. Tudo isso graças a duas câmeras, de 13MP e 5MP com abertura f2.0 e flash com temperatura de cor. A frontal tem 5MP, abertura f2.0 e angulo de 85°.



Para sustentar esse monstro, a Xiaomi colocou uma bateria de 4050 mAh no aparelho, nada mal. Ele suporta dois chips, sendo um Micro SIM e outro Nano SIM e cartão MicroSD.

Ainda possui sensor de impressões digitais, controle remoto infravermelho, USB Tipo-C, giroscópio (para quem pretende jogar Pokémon GO com ele), e contrariando os mais recentes lançamentos, entrada para fones de ouvido P2.

Agora vem a melhor parte, o preço. A versão mais “básica”, com processador 3GB de RAM e 32GB de armazenamento custa 1499? Yuan, o equivalente a R$735,00 reais. A segunda versão, com 3GB + 64GB pode ser comprada por 1699? Yuan, ou aproximadamente R$835,00 reais.

A versão mais parruda, com processador Helio X25, 4GB de RAM e 128GB sai por 1999? Yuan, ou R$988,00 reais. Infelizmente, isso só na China, né?
Fonte: Mi

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa