Pular para o conteúdo principal

Smartphones com Tela Dobrável Chegam ao Mercado em 2017




Especialista diz que primeiros aparelhos com tela dobrável devem chegar ao mercado em breve.

Já conhecemos em momentos anteriores astelas que podem ser dobradas e enroladas sem serem danificadas. Elas já foram mostradas em diversos eventos pelas mais variadas empresas em protótipos voltados para smartphones, wearebles, dentre outros dispositivos. Mas o que importa mesmo équando é que elas estarão sendo disponibilizadas ao público.

Bom, os avanços nesse campo de tecnologia apontam para o fato de que isso não deve demorar muito para acontecer. De acordo com alguns especialistas que tem acompanhado as novidades na área, os primeiros aparelhos com essas telas já devem estar no mercado entre 2017 e 2018. Jerry Kang, analista de tecnologia da IHS, está entre esses especialistas.

Kang aponta para o fato de que os fabricantes estão trabalhando com afinco para colocá-las em produtos já bem populares como tablets, que poderão ser dobrados até chegarem ao tamanho de um smartphone comum.

O uso dessa nova tecnologia em wearables também está sendo esperada para breve, segundo o especialista. Porém, nesse caso alguns aspectos devem ser considerados, entre eles o peso, a confiabilidade e até a duração da bateria.

Um ponto curioso que Kang aponta é que será bem provável que as telas pequenas feitas para smarphones, por exemplo, devam chegar antes das grandes. O motivo é basicamente simples de ser entendido: Os custos que envolvem esses produtos.

Os primeiros displays dobráveis terão como base as OLEDs (organic light-emitting diode). Essa tecnologia é tida como a sucessora da LED. As telas chamadas OLED não contam com painéis traseiros que são iluminados. Esse aspecto permite telas mais finas e garantem um uso com maior eficiência de energia.


Durante a CES de 2016, que aconteceu no mês de janeiro deste ano, a LG apresentou uma tela que impressionou muita gente ao se mostrar tão fina quanto um papel e que pode ser perfeitamente enrolada. A empresa planeja já colocar no mercado em 2017 as suas primeiras OLEDs dobráveis.

O analista da IHS diz que há vantagens nessas telas. Entre elas a de possibilitar a chegada de designs novos e de produtos que apresentem mais inovações. Além disso, há a questão do aumento da mobilidade dos aparelhos.

Ainda assim os desafios ainda são grandes. Um bom exemplo é a questão de que telas contam com várias camadas funcionais, tais como a cobertura, painel touch, bem como polarizadores. Esses simples pontos citados são feitos de materiais diferentes. Daí podemos perceber o trabalho que as empresas terão pela frente.

As telas dobráveis nada mais são do que uma evolução das já usadas telas flexíveis. De acordo com a IHS, esses displays estarão cada vez mais presentes. Em uma previsão feita pela consultoria, lá pelo ano de 2.022 cerca de 433,3 milhões de telas flexíveis serão comercializadas em comparação com nada mais nada menos que 3,6 bilhões de telas que não sejam flexíveis.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

As cidades brasileiras com maior número de dispositivos infectados por hackers

Os brasileiros precisam estar cada vez mais atentos com a segurança digital dos seus computadores e celulares. Um relatório da Norton by Symantec revela que o país é o terceiro com mais dispositivos infectados por hackers através de bots.
O país também se destacou como sendo o mais afetado da América Latina, com 37% dos equipamentos infectados. As cidades de São Paulo (36,3%), Rio de Janeiro (20,74%) e Curitiba (6,29%) concentram a maior parte das infecções no país. Além disso, a capital paulista é a segunda com o maior número de dispositivos infectados, ficando atrás somente da Cidade do México.

Veja as dez cidades brasileiras e da América Latina que mais sofrem ataques hackers:

Apenas em 2016, foram identificados mais de 6,7 milhões de dispositivos que foram adicionados à rede global de botnets – os bots são dispositivos conectados à internet infectados com malware que permitem que hackers assumam remotamente o controle de muitos dispositivos ao mesmo tempo –, sendo que mais de 689…

Como recuperar fotos apagadas do Instagram

(Foto: Reprodução)
Como recuperar fotos apagadas do Instagram


Caso você tenha apagado uma foto bacana do Instagram e queira recuperá-la, existem duas possibilidades de fazer isso, embora nenhuma delas garanta que sua imagem será de fato recuperada.

Abaixo explicamos de duas maneiras como encontrar uma foto que você já postou no Instagram. Uma delas depende do Facebook, enquanto a outra aposta na câmera do seu smartphone para resgatar imagens antigas.

Pelo Facebook

Caso você tenha vinculado sua conta do Instagram ao Facebook e costume postar as fotos nas duas redes simultaneamente, é bem provável que a foto removida do Instagram também esteja no seu Facebook.

Para encontrá-la, entre no seu perfil na rede social de Zuckerberg e procure pelos álbuns de fotos. Um deles chama "Instagram Photos" e conta com todas as imagens enviadas ao Facebook por conta do Instagram. Lá dentro, é só procurar a foto que você quer no meio delas.

Nas fotos do seu smartphone

Caso você mantenha ativada a opçã…

GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha

(Foto: Reprodução/Mashable)
GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha

A GoPro anunciou uma nova geração de sua tradicional câmera de ação. A Hero 6 Black chega para suceder a Hero 5 revelada no ano passado e traz uma série de novas capacidades para a câmera em termos de captura de imagem e conectividade.

Em termos de imagem, os usuários vão poder aproveitar a nova tecnologia para registrar vídeos em resolução 4K a uma taxa de 60 quadros por segundos. O modelo anterior só conseguia registrar 30 quadros por segundo nessa resolução. Além disso, quem preferir registrar vídeo em HD poderá aproveitar uma taxa de até 240 quadros por segundo, enquanto o antecessor só chegava a 120.

Já sobre conectividade, a chegada do suporte a redes Wi-Fi de 5 GHz será bem-vindo para quem já fez a transição para um roteador mais recente, com padrão 802.11ac. Isso pode permitir maiores taxas de transferência, o que é sempre uma boa notícia.

Outras mudanças incluem a melhoria na estabilização de ima…