Galaxy Note 7 por dentro






(Foto: reprodução)

Como todos os grandes lançamentos eletrônicos, o Galaxy Note 7 passou pelo já tradicional processo de desmonte do iFixit sob o pretexto de descobrir o quão "consertável" é o aparelho (uma desculpa para ver como é o smartphone por dentro). Os detalhes são interessantes para quem gosta de conhecer os eletrônicos de uma forma mais íntima.


Primeiramente, o celular recebeu uma nota fraca de 4 em 10 na escala de reparabilidade, o que não é bom, mas poderia ser pior. Os problemas incluem a dificuldade em trocar a tela curva e o uso de um adesivo muito forte no vidro traseiro que atrapalha o acesso aos componentes internos do aparelho.

O Note 7 é à prova d'água, com certificação IP68. O processo de desmonte mostra que isso foi alcançado usando muita cola e borracha em pontos estratégicos do dispositivo, o que ajuda a manter a água e a poeira longe, mas não é muito bom quando você está tentando abrir o aparelho.


Também é interessante ver que o scanner de íris implementado no dispositivo inclui um IR blaster para e uma segunda câmera frontal usadas para detectar e reconhecer a íris do usuário.

Abaixo estão algumas fotos do desmanche, que você pode conferir na íntegra no site do iFixit.







Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa