Adolescente fez jailbreak no iPhone 7 em menos de 24 horas


(Foto: Reprodução)
Adolescente fez jailbreak no iPhone 7 em menos de 24 horas

Com apenas uma semana desde seu lançamento nos EUA, o iPhone 7 já se revelou vulnerável a jailbreak. Um hacker de 19 anos conhecido pelo codinome de qwertyoruiopz conseguiu realizar o procedimento em seu aparelho. Segundo ele, descobrir o método para fazer isso levou menos de 24 horas.

Luca Todesco (o nome real de qwertyruiopz) disse em entrevista à Motherboard que conseguiu realizar o jailbreak usando uma série de bugs e falhas de segurança que encontrou no novo smartphone da Apple. Ele compartilhou também com o site um vídeo do dispositivo rodando após o procedimento, que pode ser visto abaixo:


Apesar de ter levado menos de 24 horas para descobrir o procedimento, Todesco disse que não foi fácil: "Eles [a Apple] certamente dificultaram a minha vida", considerou. "O iPhone 7 é um passo na direção certa. Obviamente, ele não é 100% seguro - mas nada é", completou.

Recompensa

Todesco disse ainda que não tem certeza se revelará à Apple (e às pessoas em geral) como conseguiu fazer isso. As 'falhas' que ele encontrou se enquadram no programa de recompensas de segurança da Apple o que significa que ele poderia até mesmo ser pago or divulgá-las. Ele disse que pretende ainda refinar o procedimento e encontrar uma maneira de permitir que ele seja feito pelo navegador Safari.

De acordo com o The Next Web, esse e o primeiro registro da realização de jailbreak em um iPhone 7. Ante do lançamento do aparelho, porém, usuários já haviam encontrado falhas na iOS 10 que permitiam a realização do processo. É próvavel, porém, que a Apple logo disponibilize uma atualização da iOS que elimine a possibilidade de realização desse processo (ao menos por mais algum tempo), como em outras ocasiões.

'Sair da cadeia'

O jailbreak é um procedimento que permite que usuários tenham acesso 'root' aos iPhones - o maior nivel de acesso que é possível ter, e que garante controle total do dispositivo. Com isso, aplicativos de outras origens (além da App Store) sejam instalados no iPhone. Como a Apple gosta de ter controle total sobre o hardware e software de todos os seus sistemas, ela dificulta ao máximo para que usuários realizem esse processo.

No Android, por outro lado, para instalar apps de outras fontes no seu smartphone, basta marcar uma opção nas configurações do aparelho. A facilidade com que isso pode ser feito, no entanto, pode trazer tanto vantagens (em termos de acesso a outros apps) como desvantagens (em termos de segurança)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa