BlackBerry apresenta Argon



A gigante canadense de tecnologia BlackBerry ainda não se consolidou no mercado com o sistema Android, mas até o momento podemos dizer que já é meio caminho andando. Em julho deste ano, rumores apareceram e apontavam que a companhia estava com 3 modelos "no forno", Neon, Argon e Mercury, que seriam a aposta da empresa no sistema do Google, embora que nada ainda havia sido confirmado pela mesma.

No mesmo mês, a canadense confirmou a existência do smartphone BlacBerry Neon, munido do Android Marshmallow e um hardware intermediário, que recebeu a numeração DTEK50. E agora, ao que tudo indica, o "Argon" possivelmente será de fato o segundo dispositivo da presente linha da empresa, recebendo o número de modelo DTEK60. Segundo a página do produto, que foi "acidentalmente" publicado pela própria BlackBerry.

Embora que a página em questão seja referente tanto para o DTEK50 quanto para o DTEK60, ainda é notado algumas diferenças entre os smartphones, visto que o DTEK60 supera o seu "irmão menor" com relação ao seu hardware poderoso. Munido de um processador Qualcomm Snapdragon 820 Quad-Core 2+2 Kryo rodando com 2,15 GHz e 1,6 GHz respectivamente, 4GB de memória RAM, placa gráfica Adreno 530, 32GB para armazenamento interno, uma tela de 5,5 polegadas com resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels) e com o suíte de segurança da empresa para o Android.

Quanto ao design, parece que o DTEK60 seguirá o mesmo padrão do vigente Neon, ou seja, não possuirá qualquer teclado físico, o que pode ser frustrante para os usuários de longa data da BlackBerry. A existência do BlackBerry Argon DTEK60 ainda é uma grande dúvida. Com um poder desempenho mais alto, obviamente a empresa estaria visando um preço maior. Isto seria uma contradição com base nas notas oficial da companhia, que afirmava estar disponibilizando mais dois dispositivos Android até o fim de 2016 com um preço acessível.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa