Google Allo chega ao Android e iPhone com assistente virtual e modo anônimo

O aplicativo de mensagens Google Allo chegou às lojas de aplicativos do Android e iPhone (iOS) nesta quarta-feira. O mensageiro repete as mesmas funcionalidades que o internauta já conhece do WhatsApp,Messenger e Telegram, mas promete funções exclusivas, devido a um sistema de inteligência artificial. O programa estava em período de testes, mas agora foi liberado para parte dos usuários – algumas pessoas ainda não conseguem baixá-lo pela Google Play ou App Store. No Brasil, porém, ele funciona com a interface somente em inglês, sem opção de mudar para português.

Google Allo funciona no iPhone e no Android 

Anunciado durante a conferência Google I/O 2016, o Allo tem todos os recursos que os outros mensageiros têm: mensagens de texto, áudio e envio de mídias. Seu diferencial é que ele promete tornar a conversa mais produtiva, ajudando o usuário a encontrar informações, fazer planos e se expressar melhor.

Assistente pessoal é o destaque do Allo 


Isso é possível porque o Allo possui uma função que permite ao Google participar da conversa também, como se fosse um robô. Sempre que o usuário digitar "@google", o Google Assistant é acionado. A partir daí, é possível usar ferramentas do buscador, como o Google Tradutor, o Google Maps e a própria barra de pesquisas, para encontrar fotos, vídeos e outras informações na internet. Além disso, o assistente ajuda a planejar eventos com os amigos, se manter informado sobre temperatura e trânsito, compartilhar vídeos do YouTube e jogar com os amigos da conversa.


O assistente do Allo funciona de forma parecida com os chatbots do Facebook Messenger. A diferença é que o mensageiro do Facebook não tem um robô próprio, mas abre para que outras empresas ofereçam o recurso.

Uma das novidades é a possibilidade de mudar o tamanho do texto 

O principal concorrente do Allo, no entanto, é o WhatsApp, o mensageiro mais popular do Brasil. Como diferencial o Google aposta, além do assistente, em recursos como respostas inteligentes, com sugestões de respostas para uma mensagem, envio de fotos, emojis e stickers. O mensageiro também permite alterar o tamanho do texto da mensagem. 


O aplicativo não usa criptografia, como o rival WhatsApp, porque fornece informações ao Google na hora das buscas. No entanto, o Allo também tem uma preocupação com a privacidade do usuário. O mensageiro tem um modo incógnito, com bate-papo anônimo, que apaga os dados dos servidores do Google e dos celulares dos participantes quando a conversa é fechada. Ainda é possível escolher por quanto tempo essas mensagens ficarão disponíveis.

Google Allo tem bate-papo anônimo 

Por enquanto, o chatbot do Google Allo não está disponível em português, o que compromete seu desempenho, mas a empresa promete, em breve, suporte ao idioma. Outra promessa para o futuro é a conversão de mensagens em SMS para os usuários que não têm o aplicativo instalado.


Vale lembrar que o Google Duo, app para videochamadas que também foi anunciado no Google I/O, já está disponível para download desde agosto.


Via Google
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa