O iPhone 7 comprado no exterior vai funcionar no Brasil?





O iPhone 7 comprado no exterior vai funcionar no Brasil?


Apresentado em evento de quarta-feira, 7, o iPhone 7 vai sair a partir de US$ 650 nos Estados Unidos e ainda não tem preço divulgado no Brasil, mas não deve chegar por menos de R$ 3,5 mil. Para quem quer economizar com os impostos e pretende comprar o aparelho fora do Brasil é preciso estar atento se o dispositivo realmente vai funcionar por aqui.

A principal preocupação gira em torno da homologação da Agência Nacional de Telecomunicações. Sem ela, o aparelho não vai funcionar de forma adequada nas redes móveis nacionais. Além disso, há ainda a dúvida sobre o funcionamento da novidade da Apple no 4G

Por isso, saiba que o iPhone 7 e o 7 Plus poderão sim serem compatíveis com os padrões daqui, pelo menos em algumas versões. A confirmação oficial disso, contudo, ainda não foi divulgada no site da Apple.


Aliás, é bem possível que qualquer lançamento futuro da empresa norte-americana funcione perfeitamente por aqui, uma vez que, desde o iPhone 6S, a Apple oferece maior suporte às bandas LTE que deixam os dispositivos compatíveis com a frequência utilizada no Brasil, que é de 2.600 MHz.

No caso do iPhone 7, ele será vendido em três modelos diferentes e é preciso estar atento ao que será comprado para não chegar aqui e descobrir que o telefone não funciona, veja abaixo:
As versões A1778 e A1784 serão vendidas nos Estados Unidos, Europa, Ásia e Oceania e existe a possibilidade de serem homologadas pela Anatel no Brasil;
As configurações com seriais A1660 e A1661 também serão comercializadas nos EUA e vão contar com entrada para chip GSM que poderão oferecer suporte para algumas operadoras daqui;
Os modelos A1779 e A1785 serão comercializados apenas no Japão, mas também são compatíveis com a frequência brasileira.

Ou seja, na hora de comprar um aparelho fora do país, o usuário deve estar atento ao modelo, uma vez que o smartphone pode vir bloqueado pela operadora. A dica para quem quer comprar nos Estados Unidos é realizar a compra em uma Apple Store, optando pelo chamado "full price", que garante um aparelho livre de contratos de operadoras.

Impostos na alfândega

Vale lembrar que se você for comprar um smartphone fora do Brasil poderá gastar mais do que o previsto por conta das taxas de importação de produtos adquiridos no exterior. Antes de encher o carrinho de compras fora do Brasil, é melhor ficar atento às multas alfandegárias, principalmente no caso de eletrônicos.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa