Um dos mais famosos apps para root do Android agora é compatível com o Nougat

O processo de root é bastante usado por usuários mais avançados do Android, que querem obter direitos de acesso integral ao sistema e a permissão de modifica-lo como bem entender. E um dos apps mais famosos para este tipo de procedimento agora é compatível com a nova versão do SO do Google, o Nougat 7.0.


Sim, estamos falando do SuperSU, criado pelo desenvolvedor holandês Chainfire. O app, agora na versão 2.78, conquistou uma atualização para conseguir as credenciais de acesso ao Nougat por meio do root e – pelo menos de acordo com o aplicativo – resolve as dificuldades encontradas por outros desenvolvedores para rootear os smartphones que trazem essa versão do SO.


Além disso, segundo o seu criador, o app já traz suporte a idiomas diversos, o que inclui o português e também é compatível com o Galaxy Note 7, o que dá a entender que ele achou uma brecha para burlar o temido Knox.
As dificuldades de rootear dispositivos com o Android Nougat

Parte da comunidade de desenvolvedores vem destacando em seus fóruns a dificuldade de se rootear dispositivos que já trazem o Nougat, uma vez que o Google vem tentando dificultar cada vez mais essa prática. E isso inclui “matar” os processos de root que valiam para versões anteriores do Android.

No Android Nougat, há ainda uma dificuldade extra para o rootear os dispositivos: a presença do Seamless, um sistema em que as atualizações seriam executadas silenciosamente, em segundo plano. Segundo o site XDA Developers, o Google fez uma mudança bastante significativa na partição “/system” para acomodar o Seamless, o que inutilizaria os métodos atuais de root.

Segundo outro desenvolvedor, Dees_Troy (um dos líderes do projeto Team Win Recovery Project), isso ocorre porque o processo de ramdisk está incluído dentro da partição “/system”. Logo, não é possível realizar modificações no primeiro para desativar o dm-verity, uma funcionalidade em nível kernel, que permite uma verificação mais transparente e segura da integridade do sistema de arquivos e que também registra as tentativas de root.
Rootear um Android significa se livrar de dos, muitas vezes, incômodos bootloaders


Portanto, com o dm-verity ativo, não seria possível realizar alterações no sistema para alcançar o acesso root. Para resolver isso, é necessário modificar o kernel para desabilitar odm-verify, algo que, senão é completamente novo, complica bastante as coisas. Isso porque a instalação de um kernel personalizado desativaria a capacidade de recebimento das atualizações via OTA.

No entanto, ao que tudo indica, Chainfire e companhia já conseguiram burlar esses obstáculos, atualizando o SuperSU para rootear o Android Nougat. Vale lembrar que o processo de root é uma prática que fica por conta e risco do usuário, uma vez ele pode inutilizar o smartphone e também anular a sua garantia.

Para baixar a nova versão do SuperSU, basta clicar no botão abaixo:



SuperSU

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa