Xiaomi lança smartwatch Amazfit com design circular e bateria de cinco dias, mas sem Android



A Xiaomi anunciou nesta terça-feira (30) um smartwatch que dispensa o Android para tentar fazer sucesso a um preço baixo. O Amazfit é um relógio inteligente fabricado em parceria com a empresa Huami, que já produz a Mi Band para a marca chinesa. O dispositivo tem um sistema proprietário, design esportivo com tela circular e, como sempre, preço baixo se comparado à concorrência.

O smartwatch tem medidor de batimentos cardíacos e GPS integrados. Ele equipa uma tela de 1,34 polegadas, um pouco menor do que a empregada no Moto 360. Internamente, porém, ele traz similaridades à primeira geração do relógio da Motorola: memória RAM de 512 MB e armazenamento interno de 4 GB. Já o processador trabalha na frequência de 1,2 GHz.





A bateria do aparelho é de somente 200 mAh, mas, segundo a Xiaomi, oferece carga suficiente para deixar o Amazfit ligado por até cinco dias. Essa medição é válida com o GPS desligado. Com ele ativado, o relógio promete ficar mais de um dia longe da tomada – exatamente 30 horas, de acordo com dados oficiais.

O Amazfit também é à prova d'água e poeira, com certificação IP67 – inferior à empregada na carcaça do Galaxy S7, por exemplo, que oferece certificação IP68.





Com um design atrativo e recursos básicos que prometem agradar a praticantes de atividades físicas – o relógio sincroniza dados com o app Mi Fit, mesmo sem Android – o aparelho é vendido por um preço relativamente baixo, de US$ 120, ou R$ 392 em conversão direta. O acessório estará disponível para compra somente na China a partir de 31 de agosto.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa