Galaxy S6 Active explode e faz Samsung ser processada por clientes



Não é somente o Galaxy Note 7 que está dando dor de cabeça para a Samsung. Desta vez, a gigante da Coreia do Sul está sofrendo com um novo caso de combustão em outro de seus telefones, sendo acionada na justiça por um casal de usuários residentes no estado da Califórnia, Estados Unidos da América. Trata-se de um incidente relacionado ao Galaxy S6 Active.

Na noite entre os dias 2 e 3 de agosto, no mês retrasado, Brandon Covert e sua esposa estavam dormindo tranquilamente quando ouviram um barulho similar a de uma arma atirando. Assustada, a dupla olhou ao redor e encontrou a cômoda pegando fogo. A cena foi descrita como “chamas de 10 a 12 centímetros de altura e rapidamente espalhando fumaça pelo quarto”


Depois de tentar apagar o incêndio, vendo o fogo continuar a se carregar para outras partes do local, o cliente pegou o smartphone com suas próprias mãos, correu até a cozinha e o banhou em água. Como consequência, seus membros sofreram com várias queimaduras. Isso fez com que o casal procurasse justiça, processando a Samsung na corte dos EUA.





As imagens acima mostram o resultado do incidente com o Galaxy S6 Active, ganhando uma estrutura retorcida pelas altas temperaturas, display esfumaçado e quebradiço, além da câmera completamente derretida. Nota-se um estrago maior na área reservada para a bateriado modelo, provavelmente a causa da explosão.


Ao estudar o processo formalizado por Brandon Covert e sua esposa contra a Samsung, encontra-se o pedido de ressarcimento físico e moral, citando danos causados pelo cheiro de reações tóxicas, metal incendiado, carne queimada e um quarto inteiro preenchido com fumaça, sem contar os machucados nas mãos do usuário.


Além dos danos físicos e morais, os consumidores também afirmam que Samsung, há anos, está ciente do perigo em seus produtos, dizendo que o Galaxy Note 7 – que parou de ser vendido justamente por conta do perigo de explosões – é apenas a ponta do iceberg na história. Leia abaixo um dos comentários encontrados na ação judicial.

Samsung decidiu esconder o problema do público, mesmo sabendo do risco previsível de que o telefone poderia superaquecer, entrar em combustão e destruir-se por dentro, apresentando o risco de sérios danos ou lesões."

Samsung já foi processada nos Estados Unidos e Coreia do Sul em relação ao Galaxy Note 7, mas é a primeira vez que o Galaxy S6 Active protagoniza uma situação do gênero. É preciso aguardar para saber o que a corte estadunidense concluirá sobre o ocorrido, então continue seguindo as notícias a fim de se manter atualizado.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa