Mais de 77 mil trojans bancários infectam smartphones, diz Kaspersky

(Foto: reprodução)
Mais de 77 mil trojans bancários infectam smartphones, diz Kaspersky

Um levantamento recente da Kaspersky revelou mais de 77 mil trojans bancários infectando dispositivos móveis no mundo todo. Esse tipo de arquivo nocivo é extremamente perigoso, já que possibilita que os criminosos responsáveis seu desenvolvimento roubem dados bancários das vítimas. 

De acordo com a empresa, 98% dos trojans desse tipo são desenvolvidos para o sistema Android, mas "os usuários de iPhone também precisam tomar cuidado". A empresa acredita que o número de malwares desse tipo ainda deve continuar a aumentar, já que representam um "enorme potencial de ganho" para os cibercriminosos.

Infecção

Segundo a empresa, os métodos mais comuns pelos quais os usuários são infectados são mensagens com links de phishing, lojas além da loja oficial das plataformas e imitando outros aplicativos populares nas lojas oficiais. Por esse motivo, baixar aplicativos apenas das lojas oficiais pode reduzir muito - mas não eliminar totalmente - o risco de que o usuário seja infectado.

"Infelizmente, os usuários muitas vezes são os principais responsáveis pelas infecções em seus aparelhos, já que não têm conhecimento sobre esse tipo de ameaça", opina Roberto Martinez, analista de segurança da empresa para a América Latina. Usuários que fazem muitas compras pelo celular e que usam apps de bancos estão mais vulneráveis. Isso porque muitos desses malwares imitam com precisão as interfaces dos aplicativos oficiais de banco, de maneira que o usuário acaba enviando seus dados sem perceber.

Prevenção

Há, no entanto, algumas medidas que podem ajudar bastante para reduzir o risco dsse tipo de infecção. A primeira delas é ativar o sistema de autenticação de transações por SMS do aplicativo do seu banco. Isso porque mesmo malwares que conseguem roubar dados bancários do usuário raramente conseguem interceptar as mensagens SMS que ele recebe. Assim, os cibercriminosos terão maior dificuldade em realizar transações, mesmo que consigam roubar os dados bancários do usuário.

Por esse mesmo motivo, a Kaspersky recomenda que os usuários atentem para as permissões que os aplicativos solicitam ao ser instalados. Apps que peçam para ler as mensagens SMS que o usuário recebe devem ser tratados com atenção redobrada.

Fora isso, a empresa sugere que seus usuários só instalem aplicativos das lojas oficiais de suas plataformas (a App Store para iOS e a Play Store para Android). A usuários de iPhone, também é recomendável não realizar o "jailbreak", já que isso expõe o dispositivo a mais ameaças. Finalmente, a empresa também recomenda a instalação de algum software antivírus para detectar arquivos desse tipo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa