Tecnologia da Nokia atinge velocidade de conexão à internet de 52Gbps em testes na Coreia do Sul




Para os próximos cinco anos, os EUA e a UE se dedicação a levar a rede 5G e 100Mbps de internet aos seus cidadãos, mas os planos da Coreia do Sul são muito mais ambiciosos: seu objetivo é atingir velocidades de 1Gbps para todas as famílias, na virada da década.

Como parte desse esforço, a Nokia e um fornecedor de acesso sul-coreano já alcançaram resultados impressionantes, levando velocidades de 52Gbps para um prédio de apartamentos.

Conexões de fibra (FTTH) podem permitir melhorias significativas nas velocidades de internet em comparação aos sistemas tradicionais, mas esse sistema se torna complicado e caro quando você precisa conectar um bloco inteiro e ainda manter a qualidade do serviço.

Para enfrentar este que é um dos principais problemas na democratização de conexões de internet super-rápida, a parceria entre a Nokia e a SK Broadband mostrou que existe uma solução economicamente viável. A provedora usou a "próxima geração de soluções de rede óptica passiva" da Nokia e foi capaz de implementar vários tipos de tecnologias na mesma infraestrutura de fibra óptica. Isto levou a melhorias de velocidade de 2.5Gbps até os impressionantes 52Gbps.

Porém, apesar dos números impressionarem, o que é realmente importante nessa notícia é que tudo isso pode ser feito sem a instalação de uma nova fibra. Isto significa que a infraestrutura existente pode ser atualizada para suportar velocidades amplamente melhoradas, de forma economicamente viável.

Claro, deve levar algum tempo até que seja fácil conseguir oferecer acesso gigabit massivamente. A Nokia tem a seu favor o fato da Coreia do Sul ter uma densidade populacional favorável, bem como os planos do governo que apoiam a ideia. O país querbanda larga gigabit disponível para todos até 2020. Seria um quadro bem diferente se isso estivesse sendo feito nos EUA e outros países onde dados gigabit permanecem em grande parte um sonho distante.

De qualquer forma, é um passo importante para a democratização das velocidades ultrarápidas, que até então estiveram limitadas a um poucas pessoas em todo o mundo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa