Livro de mais de R$ 1 mil da Apple vira piada na TV

Nesta semana, a Apple apresentou ao mundo um livro de US$ 300 (mais de R$ 1 mil pela cotação atual do dólar) que traz nada além de fotos de seus produtos, desde os mais antigos até os mais novos. Não pareceu ser um bom timing após a apresentação insossa do novo Macbook, sem várias entradas para periféricos essenciais, e do polêmico iPhone 7, que tem afastado uma parte do público pela falta de porta para fones.

De fato, o timing foi tão ruim que o Apple Book se tornou piada na TV americana. O programa Late Show, apresentado pelo humorista Stephen Colbert, dedicou um esquete de um minuto e meio a zombar do novo produto da empresa.

O vídeo está logo abaixo; se inglês não é o seu forte, não se preocupe, pois vamos traduzir as principais cutucadas logo a seguir.

O designer fictício Piers Björnborg diz que a Apple pegou a última e mais inovadora tecnologia do ano de 1440 (a prensa de Gutenberg) para levar tal invenção gloriosa aos seus fãs.

O livro tem a tecnologia TouchPage. Basta encostar o dedo no canto da folha e deslizá-la para trocar de página.

"Nós também queríamos criar uma experiência completamente intuitiva, então as páginas do Apple Book são... sequenciais. O 60 é seguido pelo 61, que é seguido pelo 62, seguido pelo 63 e assim por diante", diz desenvolvedor de produto Jerry Papagas-Anopolous, também fictício.

Além disso, o design revolucionário e moderno é perfeito para quando você vê uma aranha e precisa matá-la. 

O vídeo conclui com uma mensagem poderosa: "Apple Book: o futuro da Apple. E você sabe que é o futuro, porque, bem... sem portas de fone de ouvido."

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

As cidades brasileiras com maior número de dispositivos infectados por hackers

Como recuperar fotos apagadas do Instagram

GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha