Neffos C5 Max

No início deste ano, durante a CES 2016, a TP-Link, fornecedor de produtos de rede globamente conhecido, anunciou a chegada da sua linha de smartphones, que inicialmente chegou aqui no país com o Neffos C5. Recentemente, a empresa lançou a variante com tela maior aqui no país, expandindo a sua área de atuação no mercado brasileiro.

O Neffos C5 Max é basicamente um Neffos C5 comum, mas com algumas melhorias para quem procura um celular um pouco mais robusto na casa dos R$ 1.000, valor sugerido pela fabricante. Ele alia uma tela grande de alta resolução com boas especificações para um público um pouco mais exigente, mas não abandona os detalhes no visual.
Design e tela




Na parte estética do Neffos C5 Max nós encontramos a mesma cara do modelo menor, com corpo em plástico e tampa traseira removível. Ele não permite que você troque a bateria, mas ainda conta com slots dedicados para dois chips e um para microSD – de até 32 GB, porém.

Nele, temos um corpo de 152 mm de altura, por 76 mm de largura com 8.95 mm de espessura, resultando num aparelho com 147 g de peso. Todos os botões estão na lateral direita, deixando a porta microUSB e microfone na parte inferior, e a entrada para fones de ouvido na superior.

Ele não foge em nada do padrão que a família Neffos C5 apresenta, mantendo a traseira levemente arredondada e com poucos detalhes. Ainda assim, sentimos a falta de algo que fosse, de fato, diferenciá-lo de outros produtos que temos no mercado, ou seja, o C5 Max acaba sendo um produto muito parecido com outros celulares.

A sua tela IPS LCD é de 5,5 polegadas com resolução Full HD (403 ppi), sendo este um salto muito bacana em relação ao modelo menor. Por enquanto, conseguimos resultados interessantes com o C5 Max: brilho intenso e uma boa visualização do conteúdo apresentado, mas só vamos ter certeza de como tudo funciona até a análise do aparelho.
Hardware e software

Na parte de hardware, a primeira impressão que fica é que a TP-Link quis trazer um celular para se posicionar numa faixa de mercado um pouco mais robusta, mas algumas coisas foram "esquecidas". O dispositivo traz chipset MediaTek MT6735 (octa-core) com clock de 1.3 GHz, GPU Mali-T720 MP3 e 2 GB de RAM, com 16 GB de armazenamento e slot para microSD de até 32 GB.

Ter 16 GB de memória não é algo tão positivo hoje em dia, mas isso dá pra "contornar" com um microSD. O problema aqui é que ele suporta apenas cartões com até 32 GB de capacidade, algo que claramente continuará sendo uma crítica por aqui.

Quanto ao software, o aparelho roda Android 5.1 Lollipop sob a interface da TP-Link. Ela não traz nenhuma gaveta para aplicativos e deixa tudo na sua tela inicial, com ícones modificados e alterações nos aplicativos nativos. No geral, ela é bem fluida e não foge muito do que vemos no Google Now Launcher, mas ainda assim roda sob uma versão mais antiga do sistema.

Vamos torcer para que a TP-Link atualize o Neffos C5 Max pelo menos para o Android 6 Marshmallow, visto que a versão Nougat provavelmente não chegará ao modelo.
Câmera e bateria

Na parte de câmeras, temos um sensor de 13 megapixels na parte traseira com flash LED duplo que pode gravar em Full HD. Não existe nenhum modo manual tão específico para você gerenciar os seus cliques, embora existam modos como o HDR, paisagem e o modo beleza, que historicamente tende a deixar as fotos mais borradas do que corrigidas, propriamente ditas.

A câmera frontal de 5 megapixels, por exemplo, segue mais esta linha, mesmo deixando o modo de embelezamento de lado. Aliás, ela só possui este modo,e um automático, embora a diferença de um para o outro não seja tão gritante. Talvez seria mais interessante manter o modo automático de uma maneira mais "pura", deixando de lado essa questão de alterar a estética.

A bateria dele é de 3.045 mAh sem suporte ao carregamento rápido. Ela também não é removível, sendo esta uma característica muito bacana da versão menor do celular. Nos próximos dias, realizaremos um teste de bateria em tempo real com o C5 Max, onde você poderá acompanhar o desempenho do aparelho.

Os testes iniciais com o Neffos C5 Max serão publicados nos próximos dias, bem como aconteceu com o C5 tradicional. Se você possui alguma dúvida sobre ele ou quer ver algum teste específico, basta utilizar o nosso campo de comentários logo abaixo que nós faremos uma seleção com as melhores perguntas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa