Entenda como funciona a câmera dupla do Moto Z2 Force



(Foto: Reprodução)
Entenda como funciona a câmera dupla do Moto Z2 Force

O Moto Z2 Force, anunciado nesta terça-feira, 25, pela Lenovo, é o primeiro smartphone da marca Motorola a seguir uma tendência que vem se popularizando nos últimos anos: a de smartphones com duas câmeras traseiras.

Desde que o iPhone 7 Plus chegou ao mercado no ano passado, muitas outras empresas começaram a investir pesado nessa ideia de câmeras duplas. A Apple não foi a primeira a usar esse sistema, mas sem dúvida foi a que empurrou todo o mercado a abraçá-lo.
O Moto Z2 Force é apenas o mais recente exemplo de smartphone a seguir essa tendência. Na parte de trás do aparelho estão dois sensores de 12 MP e abertura f/2.0: um registra fotos em tons de cinza e o outro registra fotos coloridas, combinando o resultado para melhorar as imagens.

Quem faz a mágica é o processador Snapdragon 835, feito pela Qualcomm, que desde o seu antecessor vem com um sistema chamado Clear Sight. O que essa tecnologia faz é regular a função das duas câmeras. A monocromática permite um melhor desempenho em condições de baixa luz, enquanto a câmera colorida registra imagens com mais detalhes e destaques.

Em seguida, o software combina a imagem dos dois sensores, capturadas ao mesmo tempo, resultando em mais contraste, menos ruído e maior nitidez. De acordo com a Qualcomm, a função replica o funcionamento dos cones e bastonetes do olho humano, células responsáveis por processar a luz que entra pela retina. Os cones reconhecem as cores, enquanto os bastonetes reconhecem a luminosidade.

Mas não é só isso o que a câmera dupla do Moto Z2 Force faz. Com o app de câmera do celular, é possível tirar proveito do hardware para criar filtros diferentes para as fotos. Uma das funções puramente cosméticas da câmera dupla é o que a Motorola chama de "foco seletivo", algo que outros smartphones com duas câmeras traseiras também fazem.

Na prática, o usuário pode acrescentar efeitos de profundidade na foto, deixando o plano de fundo borrado e ressaltando o objeto á frente - semelhante ao "modo retrato" do iPhone 7 Plus. Outro recurso inserido no Moto Z2 Force é o "preto-e-branco seletivo": em vez de borrar o fundo, você pode deixá-lo em tons de cinza, com o objeto à frente colorido.

Ao contrário de outros celulares com câmera dupla, porém, o módulo do Moto Z2 Force não usa lentes de graus diferentes para capturar mais ou menos conteúdo. Portanto, não há zoom óptico e nem estabilização ópica de imagem no aparelho. Vale lembrar também que apenas um justo período de testes pode comprovar se todos esses recursos que o celular promete realmente funcionam bem quando estão na mão do usuário.

Há rumores de que a Motorola ainda deve lançar duas novas versões do Moto G este ano, chamadas de Moto G5S e Moto G5S Plus, ambas com câmeras duplas. Além disso, tudo indica que o próximo grande lançamento da Samsung, o Galaxy Note 8, também vai adotar essa tendência. Resta saber como esses próximos modelos vão usar as respectivas câmeras duplas. Afinal, possibilidades não faltam.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa