TV digital no bolso é plug and play


Basta ligar, escolher o canal (ok, ainda são poucos...) e sair vendo as imagens na telinha. Nada de conversor, nada de comprar antena nova, nada de complicações. Diferentemente da estréia da TV digital nas casas, nas tevês portáteis a operação é simplesmente plug and play.

Estamos testando aqui na INFO o modelo DTV-500, da Gradiente. O aparelho tem tela de 3,5 polegadas, espessura de 9,8 milímetros e pesa 87 gramas. Entre ontem e hoje, passei várias horas usando a TV portátil, e a recepção foi muito boa. Até quando entrei no elevador do meu prédio, o sinal da Globo continuou ok. Pegou até em algumas áreas da garagem em que o sinal do celular desaparece. As exceções foram o tunel da Av. Juscelino Kubitschek e o elevador aqui da Editora Abril, no bairro de Pinheiros. Aí, nada feito.

Com a resolução de 320 por 240 pixels não dá para esperar ver as imagens espetaculares que encontramos nos testes de tevês full HD aqui no INFOLAB. Nem uma qualidade de som impressionante. Mas dá bem para acompanhar o noticiário ou distrair as crianças no banco de trás do carro no meio do congestionamento.

Segundo a Gradiente, a TV deverá chegar às lojas agora na segunda quinzena de dezembro, com preço de 799 reais. É o valor de um celular intermediário hoje, sem subsídios de operadoras. Vamos ver qual será o preço dos celulares que vão desembarcar no Brasil já com tecnologia de TV nativa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

Anatel- lei sobre telemarketing

Vendas de smartwatches crescem quase 50% graças à Apple e Samsung