TV DIGITAL GERA CONFUSÃO NA EUROPA E AQUI?

Analistas ainda não estão convencidos sobre benefícios da TV móvel

estocolmo - Para as operadoras, que querem obter receita, existem razões críticas como falta de modelo de negócios.

O suporte da União Européia ao DVB-H (o mesmo padrão da televisão digital) não vai ser suficiente para fazer da televisão móvel um sucesso na região, de acordo com analistas. Existe ainda uma falta de modelos de negócios, somado ao fato de que os consumidores estão se afastando do hábito de assistir à televisão aberta, dizem.

Esta semana, a Comissão Européia mais uma vez defendeu o suporte da tecnologia de televisão móvel DVB-H, acrescentando-o à lista de padrões de países do continente devem encorajar e prestar suporte.

Mas os especialistas ainda não estão convencidos dos benefícios da tecnologia e da televisão móvel em geral. "O único setor que pode obter dinheiro com televisão móvel hoje são os fabricantes dos equipamentos, como a Nokia. Porque eles podem vender equipamentos de rede e telefones", defende John Strand, analista de mobilidade da Strand Consulting.

Para as operadoras, que querem obter receita, existem razões críticas, de acordo com a empresa. A falta de modelos de negócios de trabalho é uma delas, entre outras mais sérias. O executivo está convencido de que os consumidores não vão querer pagar o suficiente para suprir os custos da produção de conteúdo. "Eu falei com a Nokia em diversas ocasiões, mas eles não me convenceram", afirma Strand.

Martin Gutberlet, vice-presidente de pesquisa do Gartner, também não vê o negócio dando certo. "O que eles estão tentando fazer é reempacotar a TV para telefones celulares, usando os mesmos canais. Isso não é o que eu quero. Necessidades de conteúdo para serem adaptáveis para caber em telefones móveis, mais personalizados", diz.

Ao mesmo tempo, a TV móvel terá de competir por atenção dos usuários com outras opções, como mensagem, telefonia e serviços baseados na web, como por exemplo, o Facebook.

O fato de que o DVB-H é um sistema de radiodifusão, não uma demanda de tecnologia sob demanda, é outra razão de possível estrangulamento. "Pergunte para qualquer diretor do mundo da televisão e eles vão dizer que a televisão por radiodifusão está morta e que o futuro é a televisão sob demanda. Por que você quereria investir em uma tecnologia que está morta?", questiona Strand.

As operadoras deveriam olhar para o YouTube como inspiração, segundo Gutberlet. "Trechos curtos de imagem que em poucos minutos podem ser vistas em celulares", diz.

A freqüência encena outra vertente de desafio. A EU vai ter que lançar um espectro comum para uso das televisões móveis. Optar por um padrão único é inútil se não existir espectro disponível para desenvolver isso, de acordo com os analistas da Ovum. Falta de espectro comum pode liderar uma interferência nas beiras do espaço.

Existe ainda a questão de o que fazer com o espectro disponível, como por exemplo as freqüências que se tornam disponíveis quando a TV analógica for desligada. Isso não foi determinado e a televisão móvel vai ter que competir com a televisão digital e radiodifusoras móveis por esse espectro.

Governo estuda alteração em lei que obriga TV digital em celular

Representantes dos principais fabricantes de celular do País discutem a obrigatoriedade do sinal digital, que entra em vigor em 2010.

O governo vai analisar a possibilidade de flexibilizar a obrigatoriedade de que os fabricantes de telefones celulares produzam aparelhos capazes de receber sinal de TV digital no Brasil a partir de janeiro de 2010. O assunto será avaliado ainda em agosto.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC), na semana passada, representantes da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica e dos fabricantes LG, Samsung, Sony Ericsson, Nokia, Motorola, Flextronics, Governo do Amazonas e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) se reuniram com o MDIC para discutir o assunto.

Os representantes da indústria informaram ao governo que não há condições de cumprir a meta de 5%, porque estimativas de mercado apontam que a demanda por aparelhos capazes de receber sinal de TV digital é de 0,5%. "Se houver demanda, vai haver produto, a briga entre as empresas pela liderança é monstruosa. A obrigação não vai incentivar este mercado", afirma uma fonte ouvida pela Computerworld que esteve na reunião em Brasília.

Atualmente, Semp Toshiba, LG e Samsung oferecem produtos no mercado capazes de receber o sinal de TV digital. Mas nem essas empresas já estariam cumprindo a exigência do governo, porque, segundo a fonte, a produção não atinge 5% do total fabricado por elas, já que não há demanda no mercado por um produto com esses recursos.

O caminho alternativo seria oferecer novos benefícios fiscais para as empresas que optassem por fabricar aparelhos do tipo. Na visão do entrevistado, obrigar os fabricantes a produzir esses celulares provoca instabilidade, já que as empresas podem perder os incentivos fiscais se não cumprirem a meta em determinado mês, por exemplo. "Se mantiverem a obrigação duas empresas estão fora. Fabricar sem o PPB (Processo Produtivo Básico) é praticamente inviável", diz a fonte.

A determinação foi publicada no Diário Oficial da União em 30/12/2008, por meio das portarias interministeriais nº 236 e nº 237, dos Ministérios do Desenvolvimento Indústria e Comércio, Comunicações e Ciência e Tecnologia. O texto determina que 5% da produção total das empresas que fabricam celular no Brasil deverão contar com essa funcionalidade. As companhias que descumprirem a exigência perderão incentivos fiscais como suspensão da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e da redução do Imposto sobre Importação (II).

Os documentos tratam, respectivamente, do PPB para terminal portátil de telefonia celular e do PPB de aparelhos industrializados na Zona Franca de Manaus. O PPB é uma das contrapartidas que devem ser cumpridas pelas empresas para a obtenção de incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus e da Lei de Informática. As empresas que descumprissem a exigência das duas portarias estariam desrespeitando o PPB e, por isso, perderiam o benefício.


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

lista das musicas do jogo gta v pra baixar em mp3

Simule uma ligação falsa no Android com direito a voz e tudo