Noticias Pelo Mundo

Lucro líquido da Telefônica cai 10,2% em 2009


A receita operacional líquida, por sua vez, foi de 15,795 bilhões de reais, 1,1% inferior à registrada em 2008.

O lucro líquido da Telefônica caiu 10,2% em 2009, aponta balanço da companhia divulgado nesta quinta-feira (11/2).
No ano passado, a empresa registrou lucro líquido de 2,173 milhões de reais, ante 2,419 de 2008. O EBITDA também caiu – 10,4%, de 6,555 milhões de reais em 2008 para 5,876 em 2009.

A receita operacional líquida, por sua vez, foi de 15,795 bilhões de reais, 1,1% inferior à registrada em 2008.

O serviço de banda larga Speedy cresceu 3,2% em 2009, fechando dezembro com 2,636 milhões de assinantes , acima dos 2,555 milhões do ano anterior.

Segundo a empresa, os resultados de 2009 refletem os efeitos da suspensão temporária nas vendas do serviço do Speedy. Ordenada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a interrupção se deu entre 22/6/2009 e 26/8/2009.

Outra razão, alega a operadora, é que foram necessários altos investimentos para melhorar a qualidade dos serviços da empresa, ações reunidas sob o guarda-chuva do projeto "Telefônica em Ação", lançado em maio.    

Anatel recomenda ao Cade aprovar compra da BrT sem restrições

Decisão foi tomada em reunião do conselho diretor da agência, em reunião nesta quinta-feira (11/2), em Brasília (DF). Negócio foi realizado em 2008 e já tinha anuência prévia do órgão regulador.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu nesta quinta-feira (11/02) recomendar ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a aprovação sem restrições da compra da Brasil Telecom pela Oi. A decisão foi tomada pelo conselho diretor do órgão regulador, em reunião realizada em Brasília (DF).

Em novembro de 2008, a Anatel já havia concedido anuência prévia ao negócio, anunciado em abril do mesmo ano. A agência estabeleceu 15 exigências para que a Oi pudesse concretizar a operação. Segundo a assessoria de imprensa do órgão regulador, a Anatel permanece verificando o cumprimento das determinações.

A agência pretende enviar o parecer ao Cade até o fim da próxima semana. Segundo a assessoria de imprensa do conselho, uma vez recebido, o documento será encaminhado ao relator do processo no Cade, conselheiro Vinícius Carvalho.

O inicial prazo para que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica analise o processo e tome uma decisão é de 60 dias. No entanto, caso o relator solicite novos documentos para análise, o prazo é zerado e o Cade tem novos 60 dias para avaliar o assunto a partir da data de recebimento dos novos documentos. 

Windows Phone 7 pode ajudar Bing a ganhar mercado

Forte integração do novo sistema móvel com a ferramenta de busca poderá contribuir para um aumento de participação da Microsoft no setor.

Além da interface, a forte integração com o serviço de busca Bing vem sendo apontada pelos especialistas como um dos pontos altos do Windows Phone 7, futuro sistema operacional da Microsoft para a plataforma móvel.

Segundo a Microsoft, a interface dos celulares com o sistema será bloqueada. Não será permitido aos parceiros de hardware da companhia customizá-la. Acontecerá o mesmo com o mecanismo de busca? O Bing será padrão?

Toque no botão de busca de um aparelho com o Windows Phone 7, por exemplo, e uma janela do Bing será aberta. É possível que, como no Windows para desktops, os usuários da versão para dispositivos móveis também tenham a opção de, através das ferramentas de configuração, selecionar o uso de uma outra  ferramenta de pesquisa (Google ou Yahoo, por exemplo, o Google ou o Yahoo). Mas a Microsoft acredita que a maioria dos usuários não se incomodará de usar o Bing como padrão.

O que significa que, se o Windows Phone 7 for um sucesso, contribuirá para o aumento de participação do Bing no mercado de buscas. Bem como o iPhone, se confirmada a notícia de que o Bing passará a ser o mecanismo de busca padrão do aparelho da Apple. Unidas, Apple e Microsoft podem brigar melhor contra a Google e seus aparelhos Android.

A Microsoft gastou centenas de milhões de dólares para desenvolver e comercializar o Bing, que vem se transformando em uma alternativa muito poderosa ao Google e à Yahoo. Porém, apesar da agressiva campanha comercial da  Microsoft para promover o serviço, seu crescimento é lento. O Bing ainda tem uma pequena fração de mercado do Google.

Segundo dados recentes da comScore,  de janeiro de 2010,  o Google continua liderando o mercado de busca nos Estados Unidos, com 65,4% de participação - uma queda de 0,3% em relação a dezembro. Já o Bing cresceu 0,6% no mesmo período, chegando a 11,3% de participação.

 

Antes do fim do ano, haverá 5 bilhões de celulares no mundo

 

Previsão é da União Internacional das Telecomunicações, que prevê adesão de mais 1 bilhão de assinantes até o fim de 2010.

Depois de fechar 2009 com cerca de 4,6 bilhões de assinaturas de celular, o mundo deverá atingir a marca de 5 bilhões antes do fim de 2010, prevê a International Telecommunication Union (ITU), órgão que regula os padrões globais de telecomunicações.

Segundo o censo dos EUA, o mundo tem atualmente cerca de 6,8 bilhões de habitantes. Se a previsão do ITU se confirmar, até o fim do ano haverá em média uma linha de celular para cada 1,36 pessoa.

O secretário-geral da ITU, Dr. Hamadoun Touré, ressalta que "mesmo durante a crise econômica, não vimos queda na demanda por serviços de comunicações". Para este ano, Touré acredita que o total de novos assinantes irá superar 1 bilhão, bem mais que os 600 milhões alcançados em 2009.

A ITU vê crescer as oportunidades especialmente em serviços bancários. O crescimento de assinaturas de celular indica que muitas pessoas que têm aparelho não têm conta em banco, principalmente em países em desenvolvimento. Outra área que poderá se beneficiar com a expansão da comunicação móvel é a de saúde, aponta a entidade.

Anatel publica regulamento do 3,5GHz no Diário Oficial


Novo texto permite exploração de faixa de frequência de 3.400MHz a 3.600MHz para prestação de serviços por operadoras móveis. Agência Nacional de Telecomunicações fará novo leilão para uso do espectro.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira (18/02) o regulamento que altera as condições de uso da faixa de 3,5GHz. Com as mudanças, as operadoras móveis poderão usar o espectro para oferecer serviços, conforme COMPUTERWORLD noticiou no início de fevereiro. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão regulador, o novo texto entra em vigor a partir da publicação no Diário Oficial. A Anatel terá de realizar leilão para a exploração da faixa.

A resolução 537 foi estabelecida em reunião do conselho diretor da Anatel de 02/02. O documento promove mudanças no regulamento sobre condições de uso da faixa de radiofrequências de 3,5 GHz, permitindo que as operadoras móveis explorem a faixa de radiofrequência de 3.400MHz a 3.600MHz.  A prestação do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) e do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) também está prevista nesta faixa.

O Windows Phone 7 é indicado para usuários corporativos?


Confira a avaliação de David Coursey, da PC World/EUA, que escreve sobre tecnologia há mais de 25 anos.

É difícil imaginar que os clientes corporativos não tenham mais importância para a Microsoft, mas durante o lançamento do Windows Phone 7 esta semana, no Mobile World Congress, em Barcelona, Espanha, certamente esses usuários receberam pouca atenção. Em uma apresentação sobre o novo sistema operacional que levou cerca de 70 minutos, menos de dois minutos e meio foram destinados a mostrar recursos voltados para o mercado corporativo - e nenhum detalhadamente.

Apesar da grande base instalada de usuários corporativos - perdendo apenas dos aparelhos Blackberry -, a Microsoft decididamente adotou uma estratégia focada no consumidor final para seus novos celulares. A interface do usuário, criada para provocar reações da plateia, é bonita, mas como funcionará quando estiver carregada de contatos de usuários ocupados e outras informações? Como a interface gerenciará atualizações de redes sociais de negócios e do Facebook? As animações ajudarão ou atrapalharão?

Comparada à do iPhone, a interface do Windows 7 Phone pode ser considerada sofisticada. Ela faz com que o Android se pareça mais com um PC Windows do que um smartphone sofisticado. Mas essa interface deslumbrante pode ser eficiente para usuários corporativos? Como aplicativos de negócios de terceiros vão se comportar e ser mostrados na tela do aparelho? Só o tempo dirá. A fabricante HTC pretende lançar seu primeiro aparelho com Windows 7 já no quarto trimestre deste ano. Quando o mundo dos negócios fará parte do Windows 7 Phone?

A interface conta com uma página inicial e cinco "hubs" que servem como centrais de gerenciamento das atividades dos usuários no smartphone. São elas: pessoas, fotos, jogos, música e vídeo e, sim, o Office. É difícil encontrar informação sobre o hub do Office no material de apresentação do Windows 7 Phone e ele foi pouco mostrado ou discutido durante a palestra. O Windows Mobile 7 oferece recursos do Outlook - e-mail, contatos e calendário - todos apresentados como funcionalidades básicas do smartphone bem como do hub do Office, que conta com uma página inicial única que dá acesso a aplicações do Office, SharePoint e OneNote.

Ainda não se sabe como essas aplicações serão apresentadas no sistema operacional, já que elas não foram mostradas na demonstração em Barcelona - e o que me faz pensar se elas estão prontos. "Sou um grande fã do OneNote. Adoro tomar notas no OneNote e essa possibilidade é muito boa para um telefone", afirmou o vice-presidente da Microsoft, Joe Belfiore durante a apresentação.

O OneNote é um componente-chave do hub do Office, talvez mais do que qualquer atual usuário do Windows Mobile gostaria. O SharePoint também está sendo apresentado com importância no Windows 7 Phone, aparecendo como tecnologia-chave para compartilhamento e colaboração. "O SharePoint é uma experiência incrível para empresas que têm servidores SharePoint em seus firewalls ou para pequenas empresas ou pessoas que querem armazenar documentos no SharePoint como parte do Windows Live. Tentamos replicar essa experiência no celular", disse Belfiore.

O hub do Office, integrado aos recursos do Outbook, pretende reunir em um só lugar funções e recursos de negócios em um só lugar, em três áreas de trabalho: notas, documentos e SharePoint. Novamente, pergunto: o que acontecerá quando um usuário tiver um grande número de notas, documentos e projetos compartilhados. Quão rápida e fácil parecerá a interface do usuário?

Também não foram divulgadas informações sobre serviços corporativos e conectividade para o aparelho, embora Belfiore tenha dito que a experiência de editar documentos nele será consistente com a chegada do Office 2010.

É demasiado cedo para fazer qualquer julgamento a respeito do Windows Mobile 7. Gostaria de pensar que ele será tão emocionante para os usuários corporativos quanto será para os consumidores finais, mas isso é praticamente impossível. Aplicativos de negócios não são tão divertidos quanto música, vídeo e jogos. Pelo menos não no meu local de trabalho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

Vendas de smartwatches crescem quase 50% graças à Apple e Samsung

Anatel- lei sobre telemarketing