Fabricantes de portáteis preferem Windows a Chrome e Android

Companhias taiwanesas vêm dando preferência ao sistema operacional da Microsoft na hora de lançar seus primeiros modelos do dispositivo.

A fabricante de notebook taiwanesa MSI planeja lançar seu primeiro tablet PC na próxima semana, mais precisamente durante a feira de eletrônicos Computex Taipei Show. O modelo será o primeiro a trazer o sistema operacional Windows 7. No início do ano, a empresa já havia apresentado uma versão que trazia o Android, do Google.

Com o nome de Slatebook, o dispositivo terá uma tela touchscreen de 10 polegadas, terá Wi-Fi e 3G embutido, além de portas USB e HDMI. Outras informações serão divulgadas apenas na Computex. Além da MSI, outras fabricantes taiwanesas de hardware têm anunciado que apresentarão seus modelos de tablets dotados com o sistema operacional da Microsoft. Entre elas, estão a Asustek e a Acer.

O que vem chamando a atenção nesse processo de lançamento dos tablets é a dificuldade que o Google vem encontrando para emplacar seus sistemas operacionais  - Android e Chrome – nos equipamentos do gênero, pelo menos em um primeiro momento. Isso porque as empresas taiwanesas vêm dando preferência ao Windows 7 na hora de apresentar seus primeiros modelos de tablets, como é o caso das próprias Acer, MSI e Asustek, sendo que as duas últimas chegaram a apresentar versões com o Android, na última CES.

O fato coloca o Google em uma posição complicada diante das fabricantes de Taiwan, que representam a maior participação em vendas de computadores do mundo, tanto com suas próprias marcas, como também produzindo para outras grifes globais como Apple, Dell, HP, entre outras.

E os prejuízos não ficam apenas para o Google. As perdas podem ser estendidas também para os fabricantes de processadores como Qualcomm, Freescale, Semiconductor e Nvidia, que desenvolveram chips baseados no processador ARM, que conta com a tecnologia em que o Android pode ser executado. E os tablets da Asustek e da MSI usarão processadores da Intel.

Para completar, a Computex é uma importante feira para as fabricantes de hardware. Isso porque, ao contrário de outros eventos do gênero que fornecem uma visão distante do futuro, ela exibe gadgets que chegarão às prateleiras ainda este ano. Isso significa que os primeiros rivais do iPad serão dotados, primordialmente, do Windows 7 ao invés do Android.

Questionados sobre as dificuldades em emplacar seus sistemas operacionais nos tablets, os representantes do Google não retornaram as ligações do IDG News Service.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

Anatel- lei sobre telemarketing

Vendas de smartwatches crescem quase 50% graças à Apple e Samsung