iPhone completa 5 anos.

Há 5 anos atrás, no dia 29 de Junho de 2007 a Apple mostrava ao mundo seu mais novo gadget: o iPhone. Nessa época a Apple vinha de uma recente reerguida graças ao iPod, um gadget que revolucionou na época o mundo da música. Com essa recém adquirida bagagem, Steve Jobs e sua brilhante equipe, passaram anos desenvolvendo um produto único que teria o mesmo impacto que o iPod teve. Mal sabiam eles que o iPhone faria um impacto muito maior do que pensavam e iria influenciar tudo o que seria feito nos próximos anos da informática, telefonia e internet.

iphone

Ele reinventou o telefone celular!

Que o iPhone foi, e é, um sucesso ninguém dúvida. Mas o iPhone foi mais do que isso, ele mudou completamente o mundo tecnológico que conhecemos hoje. Mas saibam que na época não foi isso que os grandes "especialistas" acharam, pelo contrário. Muitos sites de tecnologia famosos chamaram Steve Jobs de louco e acharam o iPhone um fracasso, um "brinquedo de luxo".

Dia 16 de Novembro de 2006 por Ed Colligan, CEO da Palm

"We've learned and struggled for a few years here figuring out how to make a decent phone. PC guys are not going to just figure this out. They're not going to just walk in."

Nessa declaração, a Palm estava desafiando os fabricantes de PC (no caso a Apple). Minha tradução modificada: "Levamos anos para descobrir como fazer um telefone celular, não vamos deixar um fabricante de computador ensinar nosso trabalho." Nem preciso dizer qual foi o fim da Palm. Parece que "a fabricante de PC" se saiu bem melhor que a outrora absoluta fabricante de smartphones. Steve Jobs estaria se perguntando hoje: Palm? quem é Palm?

Dia 07 de Dezembro de 2006, por Michael Kanellos à CNET

"Apple is slated to come out with a new phone… And it will largely fail…. Sales for the phone will skyrocket initially. However, things will calm down, and the Apple phone will take its place on the shelves with the random video cameras, cell phones, wireless routers and other would-be hits…
When the iPod emerged in late 2001, it solved some major problems with MP3 players. Unfortunately for Apple, problems like that don't exist in the handset business. Cell phones aren't clunky, inadequate devices. Instead, they are pretty good. Really good."

"A Apple está lançando um novo telefone e ele vai fracassar. O telefone da Apple vai parar nas prateleiras junto com outros equipamentos eletrônicos obsoletos." Ele complementou dizendo que os smartphones da época já eram muito bons e não precisavam de um telefone de toque. Isso foi uma declaração totalmente errada. Telas de toque já eram usadas na época e era óbvio que isso seria o futuro. Foi esse mesmo pensamento que levou a Nokia a situação atual, já que ela demorou anos para "cair a ficha" e lançar um smartphone de toque nos padrões do iPhone.

Dia 08 de DEZEMBRO de 2006 POR Rod Bare, Analista da Morningstar

"A economia de algo como iPhone não são convincentes".

O oposto aconteceu: nos últimos 5 anos a indústria de smartphones é a que mais atrai consumidores e também a mais rentável de todos os setores da informática. Foi graças a um iPhone, e não um Macbook, que a Apple chegou a ser a uma das empresas mais valiosas no mundo.

Dia 15 de Janeiro de 2007 POR Matthew Lynn AO Bloomberg

"The iPhone is nothing more than a luxury bauble that will appeal to a few gadget freaks. In terms of its impact on the industry, the iPhone is less relevant… Apple is unlikely to make much of an impact on this market…
Apple will sell a few to its fans, but the iPhone won't make a long-term mark on the industry."

Uma peça de luxo que pouco terá impacto no mercado de smartphones. Nem preciso dizer o quão errada foi essa declaração.

Dia 18 de Janeiro de 2007 por Richard Sprague, director sénior de Marketing da Microsoft

Essa sem dúvida foi uma das "melhores" declaração da época, vinda diretamente de Redmond na Microsoft:

"I can't believe the hype being given to iPhone… I just have to wonder who will want one of these things (other than the religious faithful)…
So please mark this post and come back in two years to see the results of my prediction: I predict they will not sell anywhere near the 10M Jobs predicts for 2008."

Eles falaram que as vendas de iPhones não chegariam nem perto dos 10 milhões como Jobs falará. Será? vamos aos números:

  • Em 2008 foram vendidos mais de 13 milhões de iPhones.
  • Até Março de 2012, as vendas passaram as casas das 218 milhões de unidades.
Druck

Será que esse cara ainda trabalha na Microsoft?
E para fechar uma declaração da RIM (Blackberry) que dominava absoluta o mercado de smartphones nos EUA em 2007:
Dia 12 de Fevereiro de 2007 por Wojtek Dabrowski e Jim Balsillie, CEOs da RIM

"The recent launch of Apple's iPhone does not pose a threat to Research In Motion Ltd.'s consumer-geared BlackBerry Pearl and simply marks the entry of yet another competitor into the smartphone market, RIM's co-chief executive said in an interview," Wojtek Dabrowski reports for Reuters. Dabrowski reports, "'It's kind of one more entrant into an already very busy space with lots of choice for consumers,' Jim Balsillie said of Apple. 'But in terms of a sort of a sea-change for BlackBerry, I would think that's overstating it.'

"O recente lançamento da Apple, o iPhone, não representa ameaça para a Research In Motion Ltd." Hoje sabemos como a RIM está quase sendo vendida – segundo rumores – e está bem, mas bem longe da liderança da Apple no mercado americano.

Sim, é indiscutível que o iPhone sem sombras de dúvidas foi o aparelho mais importante para a telefonia mundial. Não estou dizendo que ele é melhor ou pior que qualquer outro, mas parem e pensem: será que existiria o Android hoje como conhecemos se não fosse o iPhone? Será que o avanço na velocidade do EDGE, 3G, 3G+ e 4G, LTE  e etc, estariam no patamar que se encontra hoje? (no Brasil nem tanto) Será que existiria o Windows Phone? Será que existira o Windows 8 para PC? Digo não para todas as perguntas acima. O iPhone foi o divisor de águas na era dos smartphones.

Empresas como a Palm e a RIM se afundaram justamente por causa do iPhone, sem dúvidas ele foi o pivô de suas situações. A Nokia não anda bem das pernas justamente a partir de 2008 quando o iPhone se tornou sucesso de vendas. A Microsoft que nem de smartphones dependia, hoje tenta de qualquer modo entrar nesse lucrativo mercado, que só existe graças ao iPhone.

Esse é um post para os leitores pensarem bem no nível de fanboysmo que existe hoje. Android é o melhor! Windows Phone é o melhor! Android vai acabar com o iPhone. Cuidado com o que vocês acham, pois a Apple tem uma capacidade de revolucionar que nenhuma outra empresa tem. Dependendo do que ela mostre, os concorrentes de um dia para o outro podem simplesmente sumir do mapa assim como aconteceu com a Palm.

Mas o contrário também existe, afinal nada se cria, tudo se copia. Todo mundo hoje meio que imita a Apple já que foi ela que inventou o estilo de smartphones que conhecemos hoje, mas se ela não se reinventar novamente ela também pode ser vitima de seu próprio veneno.

Parabéns iPhone por seus 5 anos de sucesso absoluto!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

Anatel- lei sobre telemarketing

Vendas de smartwatches crescem quase 50% graças à Apple e Samsung