HP 8 1401: um bom tablet com carinha de iPad Mini





Ainda que a Apple sempre tenha mantido uma boa posição de mercado nos modelos de aproximadamente 10 polegadas com o iPad, muitos usuários não tinham uma opção menor, e ela acabava perdendo usuários para o Android, que contava com um bom número de modelos em várias faixas de preços com 7 a 9 polegadas. Isso fez com que ela lançasse o iPad Mini, que nada mais é um iPad de 7,9 polegadas e configuração de iPad 2 – que não só fez um tremendo sucesso como inspirou outros fabricantes a criar designs semelhantes, caso do HP 8 que vamos conhecer agora.
Design

É realmente difícil olhar para o HP 8 e não lembrar do iPad Mini, já que ele não é só parecido com ele, é praticamente igual. Muitas vezes em nossos testes ficamos apertando um botão Home que não estava lá, tamanha a semelhança entre um e outro, e embora acreditemos que ele fará um bom sucesso, considerando tanto o seu preço como o fato de ser uma cópia de um estilo que fez sucesso para a Apple (isso mostra uma falta de originalidade impressionante por parte da HP, colocando-a no mesmo patamar de modelos de baixo custo que imitam o que dá certo somente com a preocupação de vender).

Pelo menos a cópia foi bem feita, já que o HP 8 tem a parte traseira inteiramente feita de alumínio, com exceção da porção superior, que é onde está localizada a antena Wi-Fi. Até mesmo as posições do volume e Power são as mesmas do iPad Mini. O diferente fica somente por conta das caixas acústicas localizadas na parte de trás. Ok, o gadget está longe de ter a "sensualidade" do iPad, já que há quatro enormes parafusos para fixar a parte traseira, mas o resultado (ou "nível de cópia") é até bom.

A tela é imperceptivelmente menor, com 7,85 polegadas, e tem uma boa resolução de 1024x768 (novamente, a mesma do iPad Mini) com um LCD de qualidade e contando com IPS para melhorar os ângulos de visão. Como o aspecto de tela é 4:3 ao invés do padrão 16:10 da maioria dos tablets com Android, a experiência em algumas situações é um pouco melhor, como navegar na internet ou editar notas no Evernote, mas o usuário pode enfrentar alguns problemas de compatibilidade com alguns jogos e apps, já que eles são otimizados para telas 16:10 (tablets) ou 16:9 (smartphones), além de ficar com barras pretas na maioria dos filmes e vídeos no YouTube (como acontece com o iPad).

Ele não chega a ser pesado: tem apenas 370 gramas, um bom valor considerando o seu tamanho. E um dos pontos de que mais gostamos é que o HP 8 é bastante fino, com apenas 7,95 milímetros de espessura. Como veremos, todas essas medidas estão aí sem sacrificar o tamanho da bateria.
Configuração

Temos um processador pouco conhecido no HP 8, o AllWinner A31S, que traz quatro cores Cortex-A7 rodando a 1,0 GHz, 1 GB de memória RAM e GPU IT PowerVR SGX544MP2. Ainda que seja quad-core, permitindo um bom multitarefa em conjunto com 1 GB de memória RAM, seu clock é baixo, então aplicativos que não são otimizados para utilizar vários núcleos rodarão com um pouco de lentidão. Porém, considerando o desempenho geral e a faixa de preços em que ele está, é uma configuração nada ruim.

Jogos também rodam sem grandes problemas, já que a GPU é boa, assim como vídeos em 720p. Um ponto em que a HP acertou foi colocar 16 GB de memória interna em vez de 8 GB, ou mesmo anunciá-lo como um modelo de 16 GB e equipá-lo com 2 GB de memória interna e um cartão SD interno. Não, são 16 GB de memória MMC, não prejudicando o desempenho e com a mesma capacidade de modelos mais avançados, sendo possível expandir esse espaço com um cartão microSD de até 32 GB.

O Android de fábrica é o Jelly Bean 4.2.2 com uma interface bastante limpa e contando apenas com alguns apps além dos que já vêm pré-instalados do Google, como o HP e-Print. Interfaces limpas e Nexus-like estão se tornando cada vez mais comuns, uma excelente notícia para quem está cansado de interfaces pesadas recheadas de bloatwares que assassinam o desempenho e travam a toda hora. A HP prometeu atualizar o HP 8 para a versão 4.4 mais ou menos no meio de 2014 (e não deixem de cobrar!). Uma boa notícia, mas, considerando a configuração do modelo, dificilmente ele receberá mais atualizações.
Câmera e extras

No evento oficial de lançamento do HP 8 a empresa disse que o brasileiro prefere modelos com duas câmeras ao invés de apenas uma, algo que não deixa de ser verdade. O problema é como esse fato foi abordado. A câmera frontal é de 2 megapixels e a frontal de 0,3 megapixels – ambas com baixíssima qualidade de imagem, incapazes de tirar fotos boas mesmo em condições ideais de luminosidade. Nesse caso em especial não valeria mais pena colocar apenas uma câmera capaz de tirar boas fotos? De uns 5 megapixels, por exemplo?

Sabemos que essa foi uma decisão para diminuir custos, mas é bom deixar claro que ela dificilmente irá agradar aos usuários. Um ponto que nos pareceu estranho, explicado também pela redução de custos, é a ausência do Bluetooth. Em notebooks até vai, mas tablets possuem muito mais utilidades para ele. Também não há GPS de qualquer tipo, algo que faz sentido se considerarmos que ele não conta com conexão 3G/4G. Como conexão sem fios temos somente o Wi-Fi padrão b/g/n e suporte a Miracast.

A bateria conta com 3800 mAh, o que em nossos testes se traduziu em aproximadamente 6 horas e meia de uso, isso navegando na internet e rodando algum game mais casual, como o Angry Birds Go. É uma capacidade até boa, melhor do que de muitos modelos na mesma faixa de preços, mas aparentemente o processador do HP 8 não lida bem com o gerenciamento de energia quando a tela está desligada, já que ele dificilmente passou dos 5 dias em stand-by.


 


HP 8 1401

O HP 8 1401 tem o preço sugerido de R$ 799, valor dentro do esperado considerando os seus recursos, e pode ser encontrado por valores ainda menores dependendo da loja. Vale a pena? Sim, se considerarmos que ele é apenas um tablet Android, e não algo que se parece demais com um outro produto, o iPad Mini, no caso. A HP até mesmo vende uma capa que é uma réplica da Smart Cover para ele, como se as semelhanças em sua construção já não fossem o suficiente.

Essa semelhança é bastante triste, já que mostra uma preocupação em vender aproveitando o sucesso do design de outro produto. É basicamente assim: a Apple investiu uma boa grana para criar o iPad Mini, deu certo e a HP simplesmente aproveitou a onda. O mercado já tem muita cópia... basta ir em um shopping para ver réplicas de tudo quanto é produto, mas do que esse mercado precisa mesmo é de produtos originais resultados de um grande esforço da empresa em conquistar seus clientes. Não vender uma opção de baixo custo de um modelo que deu certo.

Vantagens
Boa configuração;
Tela de qualidade, dentro de sua faixa de preços;
Boa autonomia de uso;
16 GB de memória interna.

Desvantagens
Falta de originalidade;
Não tem Bluetooth;
Baixa autonomia em stand-by.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

lista das musicas do jogo gta v pra baixar em mp3

Atualização Samsung Galaxy Beam GT-I8530 com Oficial Jellybean 4.1.2 XXAMF1 Firmware