Nextel, faz acordo com credores para evitar falencia


NII, dona da Nextel, faz acordo com credores


A NII Holdings, dona da Nextel, informou ontem que a companhia e 12 de suas subsidiárias sediadas nos Estados Unidos e em Luxemburgo, que pediram recuperação judicial nos Estados Unidos em setembro, chegaram a um acordo com os principais credores, inclusive os dois maiores - The Capital Research Group e Aurelius Capital - e o comitê oficial que representa os credores. A negociação envolve US$ 4,35 bilhões de uma dívida total de US$ 6 bilhões.

O acordo é em relação às condições para um plano de reorganização financeira da companhia, sob o "Chapter 11", no Tribunal de Falências de Nova York. Esse é o resultado de uma negociação prévia que a NII iniciou há meses com os interessados para facilitar o processo no tribunal.

Os débitos das subsidiárias do Brasil, México e Argentina não entram nessa renegociação, disse o presidente da subsidiária brasileira, Gokul Hemmady, em entrevista ao Valor, em 15 de setembro. Da dívida total, o Brasil detém cerca de US$ 1 bilhão contraído junto ao Banco do Brasil, à Caixa Econômica Federal e ao banco de desenvolvimento econômico e social da China. A dívida da unidade do México é de aproximadamente US$ 650 milhões. Nos dois casos não haverá renegociação e o cronograma de pagamentos de longo prazo segue inalterado.

O plano de reorganização da NII, sediada em Reston, Virgínia, prevê a conversão de US$ 4,35 bilhões em ações da empresa; o aumento da liquidez da companhia por meio do provimento de US$ 500 milhões em capital novo, o que será feito com a oferta de US$ 250 milhões em direitos de ações da companhia reorganizada; entre outros pontos.

Como os credores receberão parte do pagamento em ações da companhia, isso significa que a operadora Nextel poderá ser controlada por investidores.

A maior parte da dívida negociada está concentrada em dez credores, que representam cerca de 60% do débito. Empresas como Vanguard e Fidelity também contam com participações relevantes, depois do The Capital Research Group e Aurelius Capital. Ao todo, a NII tem cerca de cem credores de todos os portes, inclusive pessoas físicas que compraram títulos da companhia.

"Depois de meses de trabalho duro, estamos satisfeitos em anunciar um acordo com os termos-chave para o plano de reorganização, que representará um passo para a companhia sair da 'concordata' com uma posição financeira saudável para competir efetivamente no mercado sem fio", disse Steve Shindler, executivo-chefe da NII Holdings, por meio de comunicado. "Esse acordo é uma etapa importante no processo e nos permite seguir em frente com nosso plano de reorganização para a aprovação do tribunal."

A NII e seus maiores investidores também fizeram um acordo para dar suporte à reestruturação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

Anatel- lei sobre telemarketing

Vendas de smartwatches crescem quase 50% graças à Apple e Samsung