Sucessor do mensageiro? WhatsApp está trabalhando em segundo app, aponta vazamento


Como um dos aplicativos mais respeitados e conhecidos do mundo, o WhatsApp também foi alvo de constantes polêmicas e rumores ao longo do ano. O mensageiro, que atualmente é propriedade do Facebook, foi acusado de compartilhar dados com a rede social, gerando controvérsia e grande debate nas mídias sociais.

Mas a predileção pela aplicação continua elevada, devido a todos os recursos que o WhatsApp oferece, que facilitam consideravelmente o uso do app. No último mês, após um longo período de testes, o recurso de chamadas por vídeo finalmente foi oficializado para todos os dispositivos no formato público, fazendo com que o WhatsApp consolidasse seu nome e rivalizasse diretamente com outras alternativas que já oferecem esta ferramenta.

Contudo, nestes últimos dias de 2016 o nome do mensageiro veio à tona novamente, e com base nos últimos vazamentos, a companhia pode estar trabalhando em uma nova aplicação para Android, iOS e Windows Phone. A nota foi revelada através do Twitter, com o usuário WABetaInfo, conhecido por vazar informações importantes sobre o mensageiro e futuras atualizações.



O vazamento exibe o nome ‘BIZ’ escondido na página oficial da tradução do aplicativo, o que indica que a ‘futura’ versão pode ser direcionada para o âmbito corporativo.

Além disso, a atual versão do WhatsApp para Android também requer uma verificação para contas comerciais, trazendo a dúvida do por que eles adicionaram esta verificação? Os rumores salientam que a segunda aplicação seria o esforço da companhia para dividir corretamente os nichos, visto que muitos preferem não mesclar o mensageiro pessoal com o ambiente de trabalho, então com uma alternativa específica para este fim, a empresa poderia ganhar ainda mais visibilidade.

Vale ressaltar, no entanto, que estas informações são apenas rumores, e a WhatsApp sequer confirmou a veracidade destas publicações até o momento.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa