BlackBerry anunciou oficialmente o resultado fiscal Q3



No ultimo dia 20 deste mês, BlackBerry anunciou oficialmente o resultado fiscal Q3 – 2017, demonstrando com dados contábeis, como esta a situação da empresa.

Então se você tem lido bobagens sobre a BlackBerry em sites que só divulgam "noticias" tendenciosas e negativas, é hora de saber a verdade

De acordo com os resultados contábeis, os destaques para o período Q3 – 2017 são:
"Receita total não-GAAP de US $ 301 milhões; Receita GAAP de US $ 289 milhões
Receita total de software e serviços da Companhia não-GAAP de US $ 172 milhões;"
"GAAP Empresa receita total de software e serviços de US $ 160 milhões
Margem bruta não-GAAP record de 70%; Record GAAP margem bruta de 67%".
"EBITDA Ajustado de US $ 37 milhões; Positivo pelo duodécimo trimestre consecutivo".
"Lucro não-GAAP por ação de US $ 0,02; GAAP EPS perda de ($ 0,22)".
"Assinou acordo com a Ford Motor Company para expandir o uso do BlackBerry QNX e software de segurança".
"Entrou em um contrato de licenciamento de software global de longo prazo com a TCL Communication para projetar, fabricar, vender e dar suporte a novos dispositivos móveis com a marca BlackBerry que executam o software e aplicativos seguros do BlackBerry para Android".
"Lançado o DTEK60, o mais recente dispositivo Android executando o software de segurança líder da indústria BlackBerry".
"Alcançou critérios comuns Certificação NIAP para BlackBerry 10.3.3, que é direcionado para usuários de governos e indústrias altamente regulamentadas".
"Anunciou planos para lançar um Centro Federal de Operações de Segurança Cibernética para apoiar FedRAMP e outras iniciativas governamentais de certificação de segurança; O centro será liderado pelo ex-CIO da Guarda Costeira dos EUA, o Contra-Almirante Bob Day Jr. (aposentado)".
"Após o fechamento do trimestre, o BlackBerry Secure lançou uma plataforma de mobilidade corporativa abrangente e totalmente integrada que permite às empresas aumentar a segurança, produtividade e colaboração, acelerar os principais processos de negócios e reduzir o custo total de propriedade".
"Após o fechamento do trimestre, anunciou planos de lançar o BlackBerry Innovation Center em Ottawa; O centro se concentrará no desenvolvimento de software seguro para carros conectados e condução autônoma".

(Obs: Negrito nosso).

——————————————-

Abaixo, o restante do anuncio:
"A receita não-GAAP para o terceiro trimestre do ano fiscal de 2017 foi de US $ 301 milhões, com receita GAAP de US $ 289 milhões. A divisão de receitas não-GAAP para o trimestre foi de aproximadamente 55% para o segmento de Software & Services, 22% para o segmento Service Access Fees (SAF) e 23% para o segmento Mobility Solutions."
"Aproximadamente 80% da receita do segmento de Software & Services no terceiro trimestre (excluindo licenciamento de IP e serviços profissionais) foi recorrente. O BlackBerry teve mais de 3.000 ordens de clientes corporativos no trimestre."
"O lucro operacional não-GAAP foi de US $ 12 milhões e o lucro não-GAAP por ação foi de US $ 0,02. A perda líquida GAAP para o trimestre foi de US $ 117 milhões, ou (US $ 0,22) por ação básica. Ajustes ao lucro líquido GAAP e lucro por ação estão resumidos em uma tabela abaixo."

———————————————–

Em seguida, a BlackBerry continuou apresentando seu resultado fiscal Q3 – 2017:

"O total de caixa, equivalentes de caixa, investimentos de curto e longo prazo foi de aproximadamente US $ 1,6 bilhão em 30 de novembro de 2016. Isso reflete o uso de caixa livre de US $ 154 milhões, que inclui US $ 150 milhões de caixa utilizado nas operações. A maior parte do caixa utilizado nas operações foi atribuída ao capital de giro e compromissos de compra de fornecedores relacionados à transição do negócio de hardware do dispositivo para um modelo de licenciamento de software. Excluindo US $ 605 milhões no valor nominal da dívida da empresa, o saldo de caixa líquido no final do trimestre foi de aproximadamente US $ 1 bilhão. As ordens de compra com fabricantes contratados totalizaram aproximadamente US $ 35 milhões no final do terceiro trimestre, em comparação com US $ 71 milhões no final do segundo trimestre e abaixo de US $ 298 milhões no trimestre do ano anterior."

"A BlackBerry é agora uma empresa de software e líder de mercado em segurança móvel", disse John Chen, presidente executivo e CEO da BlackBerry. "Conseguimos marcos significativos no terceiro trimestre, apresentando a maior margem bruta da história da empresa pelo segundo trimestre consecutivo e continuando a transformar nossa infraestrutura e operações para suportar um negócio de software empresarial, o que gerou rentabilidade operacional em todos os segmentos de negócios e globalmente positivo não -GAAP EPS. "

"À medida que o número de dispositivos conectados por dispositivos móveis continua a proliferar, esperamos uma demanda crescente em nossas áreas de força, incluindo segurança e software embutido", continuou Chen. "Os recentes acordos com a Ford e a TCL são pontos de prova positivos sobre nossa proposição de valor nessas áreas de crescimento emergentes. Temos uma série de oportunidades para continuar nosso impulso".

"Continuamos no caminho certo para obter um crescimento de 30% na receita total de software e serviços da empresa para todo o ano fiscal, estamos elevando nossa perspectiva de lucratividade para o ano fiscal de 2012. Esperamos atingir a lucratividade do EPS não-GAAP para todo o ano, Uma faixa anterior de breakeven a uma perda de cinco centavos.Este é o terceiro trimestre consecutivo que aumentou nossa perspectiva EPS, refletindo a tração que estamos alcançando em nosso turno para um modelo de negócios de software.Também antecipar breakeven non-GAAP EPS e aproximadamente breakeven Fluxo de caixa livre no quarto trimestre. "

(Obs: Negrito nosso).

——————————————-

Como vocês puderam ler, a BlackBerry esta concentrando todos os seus esforços para manter-se como a empresa líder em software focados em segurança e produtividade máxima.

Acordos como o assinado com a TCL Communication, mostram que a BlackBerry fará o mesmo que outras grandes empresas da área de dispositivos móveis já fazem (APPLE e Samsung) que é terceirizar a produção de smartphones e focar em software.

Mais uma vez a Ford se mostra em destaque nos acordos com a BlackBerry para a utilização do software para veículos QNX, de longe o mais seguro e completo da atualidade.

E mais uma vez os documentos contábeis não mentem, BlackBerry esta crescendo, principalmente em software e serviços, terceirizando a produção dos smartphones.

Creio que este é o caminho certo a ser seguido, principalmente considerando que agora a BlackBerry utiliza dois sistemas operacionais em seus smartphones, um focado para o mercado corporativo exigente, que precisa de máxima segurança e produtividade (BlackBerry OS 10) e outro focado no mercado que precisa de máxima segurança e grande número de aplicativos e jogos (BlackBerry Android).
E para os urubus de plantão que tanto divulgaram que a BlackBerry estava "falida"… Já podem começar a arrancar os cabelos da cabeça e gritar… Pois a BlackBerry se encontra hoje com US $1,6 Bilhões de dólares em caixa e investimentos de curto e longo prazo
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa