LeTV se torna LeEvo


LeTV se torna LeEvo e busca expandir para o mercado americano






LeTV é uma empresa chinesa que decidiu se aventurar no mercado de smartphones em 2015. A empresa lançou alguns aparelhos como o Le 1, Le 1 Pro, Le 1S e Le Max. No entanto, o que mais chamou a atenção de todos eles foi o Le Max Pro por ser o primeiro celular do mundo com o chipset Snapdragon 820. E agora que a mesma já conta com a atenção do público voltada para ela, chegou a hora de expandir e atuar em novos mercados além de sua terra natal.


É esperado que a LeTV chegue ao mercado norte-americano ainda em 2016. Para isso, a companhia acaba de anunciar que está passando por uma grande mudança. Esqueça o nome LeTV, a empresa agora será chamada por LeEco – com direito a nova logo mais moderna e colorida. Durante o evento ficou bem claro que o foco será trabalhar em cima de um novo ecossistema: Plataforma, Conteúdo, Dispositivos e Aplicações.




Com essas mudanças a LeTV espera não ser apenas 'mais uma fabricante chinesa de smartphones', mas sim uma empresa que tem tecnologia a ser vendida em diversos segmentos do mercado para concorrer contra gigantes como a Apple, Amazon e até Netflix. Parece uma iniciativa ousada? Realmente a LeTV nunca escondeu que sempre está em busca de inovar, ao trazer tecnologias que suas rivais ainda não dominam, como a biometria ultrassônica da Qualcomm que está presente apenas no Le Max Pro, até o momento.


"LeTv veio conquistando o mercado chinês em um ritmo acelerado em 2015, mas esperamos ter o mesmo sucesso em 2016, de forma global." – comentou o CEO da empresa, Jia Yueting, durante evento na China.

Que novos produtos podemos esperar para este ano? Infelizmente não foram dados detalhes sobre o portfólio da empresa para 2016. Mas vamos torcer por ótimos aparelhos com preço mais justo como o Le Max Pro que custa em média US$ 500, o mesmo que outras empresas cobram em smartphones de gama média
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa