Desire é relançado pela HTC mas em novos corpos e almas diferentes.


HTC lançou novos modelos

Desire Modelos 825, 630 e 530 possuem características modestas.

A MWC (Mobile World Congress) 2016 veio trazendo inúmeras novidades para o mercado mobile, entre elas, os novos smartphonesHTC Desire, chamaram bastante a atenção dos presentes e dos usuários na rede posteriormente. A empresa de Taiwan apresentou modelos que remetem ao passado, embora aparentemente esse não seja o dispositivo, contando com configurações de hardware bem ultrapassadas e até mesmo um design já não visto há tempos em smartphones recentes.



A empresa anunciou 3 novos modelos da linha Desire: o 825, 630 e 530. Todos os modelos seguem a seguinte regra: Alguns pontos bem positivos combinados com um design estranho e hardware bem defasado para os dias atuais. Para se ter uma ideia, a parte traseira do smartphone além de ser brilhante, traz suporte aos penduricalhos, algo comum em smartphones de anos atrás. Por outro lado, os modelos possuem boas câmeras.

O modelo 825 é o que possui o hardware mais robusto, contando com traseira brilhante que combina com a cor escolhida para o smartphone, que está disponível nas cores branco e preto, porém, possui diversas ''capinhas'' que serão vendidas separadamente do dispositivo da HTC. O áudio, bem como em outros smartphones apresentados na MWC deste ano, é um atrativo, contando com o BoomSound e Dolby Audio, sendo que essa parece ser uma tendência para os smartphones mais recentes: maior foco no sistema de som e bateria.

O aparelho conta com uma tela de 5,5 polegadas Super LCD HD, 2GB de memória RAM, placa gráfica Adreno 305, chipset Snapdragon 400 com 1,4 GHz e quatro núcleos, câmera principal de 13 megapixels e frontal de 5 megapixels, 16GB de armazenamento interno expansível por microSD, bateria de 2.700mAh e Android 6.0 Marshamllow.

O 630, outro modelo anunciado da linha, possui basicamente as mesmas configurações vistas no modelo mais potente, o 825, porém, conta com uma tela menor, de 5 polegadas e uma bateria também menos potente, com 2.200mAh. De resto, ambos são idênticos.


O modelo mais simples apresentado é o 530, que certamente irá garantir boas horas de dor de cabeça a seus donos, já que se trata de um modelo com configurações incrivelmente simples, além de sequer contar com a tecnologia de áudio citada no início da matéria.

O dispositivo conta com uma tela de 5 polegadas Super LCD HD, com o ultrapassadíssimo Snapdragon 210, rodando com quatro núcleos a 1,3 GHz, 1,5GB de RAM, placa gráfica Adreno 304, bateria de 2.200mAh, câmera principal de 8 megapixels e frontal de 5 megapixels, além de armazenamento interno de 16GB expansível por microSD.

A HTC não anunciou a data de lançamento, embora garanta que o smartphone será lançado em Março deste ano em alguns países escolhidos pela marca. Resta saber se um deles é o Brasil.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa