Pular para o conteúdo principal

Snowden pede que pessoas não usem o Allo, o novo aplicativo do Google


(Foto: reprodução)
Snowden pede que pessoas não usem o Allo, o novo aplicativo do Google


O Allo, novo aplicativo de mensagens do Google para que deve concorrer com WhatsApp e Facebook Messenger, nem foi lançado e já tem um inimigo de peso: Edward Snowden. O homem que revelou o escândalo global de espionagem e monitoramento mantido pela NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) já tem ressalvas com o app.

O foco principal de suas críticas é a ausência de criptografia no serviço de mensagens. Pelo Twitter, ele reclamou da opção. “A decisão do Google de desabilitar a criptografia de ponta-a-ponta por padrão no seu aplicativo de chat Allo é perigosa e o torna inseguro. Evite-o por enquanto”, diz a publicação.


Seguir

Edward Snowden
✔@Snowden



Google's decision to disable end-to-end encryption by default in its new #Allo chat app is dangerous, and makes it unsafe. Avoid it for now.
08: 09 - 19 maio 2016

9.0789.078 Retweets
9.5069.506 favoritos



Snowden é mais uma voz criticando o Allo por questões relacionadas à privacidade de seus usuários. Outros especialistas em segurança também alertam para o fato de que toda as conversas e imagens trocadas na janela de bate-papo são cuidadosamente analisadas nos servidores do Google para que o assistente da empresa possa desempenhar sua função de oferecer ações rápidas como reservar restaurantes ou exibir opções de respostas rápidas às mensagens enviadas por amigos.

O Allo, no entanto, tem um modo protegido, só que o Google decidiu torná-lo opcional e menos prático que o principal. Trata-se do modo Incógnito, similar ao do Chrome, no qual as conversas têm criptografia de ponta-a-ponta, e as mensagens desaparecem depois de um tempo determinado. O usuário deve ativamente criar uma janela de conversa com este recurso para aproveitar a segurança, o que deve ser usado por uma base pequena de usuários.

Assim, o caminho do Allo é bem diferente do WhatsApp neste sentido, mesmo que a tecnologia de encriptação seja a mesma (ambos usam o Signal, da Open Whisper Systems, para proteger as conversas). O aplicativo do Facebook usa criptografia de ponta-a-ponta em todas as comunicações, enquanto o do Google utiliza apenas em um modo específico, que não deve ser aproveitado por muita gente.

A justificativa do Google para restringir a segurança a um modo específico do aplicativo é a necessidade de seu assistente ler e interpretar as mensagens trocadas entre os usuários para exercer as suas funções “smart”. No modo Incógnito, não será possível fazer esta análise do conteúdo, justamente pela proteção de ponta-a-ponta, que impede a leitura das mensagens por qualquer pessoa que não seja o remetente ou o destinatário.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

As cidades brasileiras com maior número de dispositivos infectados por hackers

Os brasileiros precisam estar cada vez mais atentos com a segurança digital dos seus computadores e celulares. Um relatório da Norton by Symantec revela que o país é o terceiro com mais dispositivos infectados por hackers através de bots.
O país também se destacou como sendo o mais afetado da América Latina, com 37% dos equipamentos infectados. As cidades de São Paulo (36,3%), Rio de Janeiro (20,74%) e Curitiba (6,29%) concentram a maior parte das infecções no país. Além disso, a capital paulista é a segunda com o maior número de dispositivos infectados, ficando atrás somente da Cidade do México.

Veja as dez cidades brasileiras e da América Latina que mais sofrem ataques hackers:

Apenas em 2016, foram identificados mais de 6,7 milhões de dispositivos que foram adicionados à rede global de botnets – os bots são dispositivos conectados à internet infectados com malware que permitem que hackers assumam remotamente o controle de muitos dispositivos ao mesmo tempo –, sendo que mais de 689…

Como recuperar fotos apagadas do Instagram

(Foto: Reprodução)
Como recuperar fotos apagadas do Instagram


Caso você tenha apagado uma foto bacana do Instagram e queira recuperá-la, existem duas possibilidades de fazer isso, embora nenhuma delas garanta que sua imagem será de fato recuperada.

Abaixo explicamos de duas maneiras como encontrar uma foto que você já postou no Instagram. Uma delas depende do Facebook, enquanto a outra aposta na câmera do seu smartphone para resgatar imagens antigas.

Pelo Facebook

Caso você tenha vinculado sua conta do Instagram ao Facebook e costume postar as fotos nas duas redes simultaneamente, é bem provável que a foto removida do Instagram também esteja no seu Facebook.

Para encontrá-la, entre no seu perfil na rede social de Zuckerberg e procure pelos álbuns de fotos. Um deles chama "Instagram Photos" e conta com todas as imagens enviadas ao Facebook por conta do Instagram. Lá dentro, é só procurar a foto que você quer no meio delas.

Nas fotos do seu smartphone

Caso você mantenha ativada a opçã…

GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha

(Foto: Reprodução/Mashable)
GoPro revela a Hero 6 Black, sua nova câmera top de linha

A GoPro anunciou uma nova geração de sua tradicional câmera de ação. A Hero 6 Black chega para suceder a Hero 5 revelada no ano passado e traz uma série de novas capacidades para a câmera em termos de captura de imagem e conectividade.

Em termos de imagem, os usuários vão poder aproveitar a nova tecnologia para registrar vídeos em resolução 4K a uma taxa de 60 quadros por segundos. O modelo anterior só conseguia registrar 30 quadros por segundo nessa resolução. Além disso, quem preferir registrar vídeo em HD poderá aproveitar uma taxa de até 240 quadros por segundo, enquanto o antecessor só chegava a 120.

Já sobre conectividade, a chegada do suporte a redes Wi-Fi de 5 GHz será bem-vindo para quem já fez a transição para um roteador mais recente, com padrão 802.11ac. Isso pode permitir maiores taxas de transferência, o que é sempre uma boa notícia.

Outras mudanças incluem a melhoria na estabilização de ima…