Smartphone Panassonic Eluga I3 Mega é a nova aposta da Panasonic com bateria grande e Android Marshmallow



No último mês, a Panasonic anunciou o Eluga Pulse e Pulse X para o mercado de intermediários. As novidades chegaram com chipset da MediaTek, 2 e 3 GB de RAM, 16 GB de armazenamento e câmera de 13 megapixels na traseira e 5 megapixels na frontal. Agora a empresa lança outra novidade, também voltada para o segmento médio.

Chamado de Eluga I3 Mega, o novo smartphone da Panasonic chega com bateria maior e sistema mais atual que os últimos lançamentos da empresa. Aqui temos um processador quad-core com velocidade máxima de 1,3 GHz, 3 GB de RAM e 16 GB de armazenamento que pode ser expandido com cartão microSD de até 128 GB

O Eluga I3 Mega vem com tela de 5,5 polegadas com resolução HD e vidro curvo 2,5D. Enquanto os lançamentos anteriores da empresa ainda chegaram com Android Lollipop, algo inaceitável a esta altura, a novidade vem com Android Marshmallow. Infelizmente, não há qualquer plano para o mesmo ser atualizado para o Nougat.

As demais especificações incluem uma câmera traseira de 13 megapixels com lente grande angular, e um sensor frontal de 5 megapixels. A bateria, seu ponto forte, vem com 4.000 mAh, sendo um aumento considerável comparado aos 2.700 mAh vistos no Eluga I3 lançado em 2016.
Especificações técnicas

Tela de 5,5 polegadas com resolução HD e vidro 2,5D
Chipset quad-core de 1,3 GHz (provavelmente algum MediaTek)
3 GB de RAM
16 GB de armazenamento com suporte a microSD de até 128 GB
Câmera principal de 13 megapixels
Câmera frontal de 5 megapixels
Bateria de 4.000 mAh
Android 6.0 Marshmallow

O Eluga I3 Mega chega ao mercado nas cores dourada e prata custando US$ 177 (aproximadamente R$ 580 em conversão direta e sem impostos aplicados). E como já esperado, não veremos a novidade chegando por aqui.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Colecionando problemas: Google Pixel tem falha na função toque duplo para despertar

Microsoft patenteia leitor de digital e gestos como o do Google Pixel

BlackBerry deixa de fabricar smartphones e licencia marca para chinesa