MicroSoft alerta sobre problemas de segurança no InternetExplorer


 A Microsoft pediu que os usuários do Internet Explorer reforcem suas medidas de segurança depois que foram difundidas informações sobre a vulnerabilidade do navegador, o que levou alguns especialistas em segurança a recomendar sua troca.

A Microsoft publicou um boletim de segurança anunciando que está investigando as informações sobre a vulnerabilidade nas versões do Internet Explorer 6,7,8 e 9, que permitiria aos hackers ter acesso ao conteúdo dos computadores.

"A Microsoft tem conhecimento de ataques específicos que tentam explorar esta vulnerabilidade", afirmou o comunicado, que insiste para que os usuários reforcem a segurança, ajustando a configuração do navegador ou baixando um pacote de segurança temporária.

Alguns especialistas recomendaram, no entanto, trocar de navegador.

"Hoje é um grande dia para pensar em trocar de navegador durante algumas semanas", afirmou Rob VandenBrink, do blog SANS Internet Storm Center, uma empresa especializada em segurança na rede.

Alemanha pede para usuário deixar de usar o IE

Frankfurt - O governo alemão pediu nesta terça-feira que o público deixe temporariamente de usar o Internet Explorer, da Microsoft, após a descoberta de um erro ainda não consertado no navegador da web que a fabricante de softwares disse tornar computadores vulneráveis a ataques de hackers.

A falha de segurança, que afetou centenas de milhões de navegadores Internet Explorer em todo o mundo, chegou ao conhecimento do público no fim de semana.

A Microsoft disse na segunda-feira que invasores podem explorar a falha para infectar o computador de alguém que visita um site malicioso e, então, assumir o controle do computador da vítima.

O Escritório Federal para Segurança de Informação do governo alemão (BSI, na sila em alemão) disse que está ciente dos ataques direcionados e que basta atrair usuários da Internet para um website infectado por softwares danosos que exploram a falha para afetar seus computadores.

"É necessário temer uma dispersão rápida do código", disse o governo alemão em comunicado.

O BSI aconselhou todos os usuários do Internet Explorer a usar um navegador alternativo até que a desenvolvedora divulgue uma atualização de segurança.

Representantes da Microsoft não responderam a uma solicitação de comentário sobre o comunicado do governo alemão.

A empresa pediu na segunda-feira que clientes instalassem um software de segurança como uma medida temporária, dando tempo para que a Microsoft consertasse a falha e lançasse uma nova versão mais segura do navegador.

A Microsoft não disse quanto tempo demorará, mas diversos especialistas em segurança afirmaram esperar que a atualização saia dentro de uma semana.

Especialistas apontam falha no Internet Explorer

Boston - Especialistas em segurança da computação estão aconselhando os usuários de PCs a parar de navegar temporariamente por meio do Internet Explorer, da Microsoft, afirmando que identificaram um bug no software que deixa os computadores suscetíveis a ataques por hackers.

"Pessoas mau intencionadas podem usar essa vulnerabilidade para fazerem coisas ruins ao seu computador. Elas podem acessar todos os arquivos que você tiver acesso no computador", disse Tod Beardsley, um gerente de engenharia na empresa de segurança Rapid7.

Em resposta a um pedido por comentário, a Microsoft disse em comunicado: "Estamos ativamente investigando essas informações e tomaremos os passos necessário para ajudar a proteger os consumidores".

Enquanto isso, os especialistas dizem que os usuários de computador devem evitar o Internet Explorer.

"Há outros navegadores que as pessoas podem usar temporariamente até que o problema seja consertado. Ou podem arriscar", disse Paul Ferguson, pesquisador sênior na fabricante japonesa de softwares anti-vírus Trend Micro Inc.

"Por que arriscar? Eu diria, afaste-se disso," disse Jeff Bardin, chefe de inteligência da empresa de consultoria em segurança cibernética Treadstone 71.

Eric Romang, conselheiro de segurança do e-Business & Resilience Centre, baseado em Luxemburgo, descobriu o bug na sexta-feira enquanto investigava servidores que suspeitava estar sendo usados por hackers, de acordo com o seu blog.

Esses hackers descobriram uma forma de infectar computadores ao explorarem previamente as desconhecidas vulnerabilidades no Internet Explorer, de acordo com Beardsley.

Os hackers puderam colocar códigos maliciosos em websites confiáveis e infectar as máquinas dos internautas que visitaram os sites, disse Beardsley.

O Internet Explorer foi o segundo navegador mais usado no mundo no mês passado, com cerca de 33 por cento de participação de mercado, de acordo com o StatCounter, ficando logo atrás do Google Chrome, que teve 34 por cento.

Marc Maiffret, chefe de tecnologia da empresa de segurança BeyondTrust, disse que algumas empresas podem não conseguir deixar de usar o Internet Explorer porque usam aplicativos ou sites que não são compatíveis com o Chrome ou com outras opções.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Driver leadership 0091 - Receptor de TV Digital.zip

Anatel- lei sobre telemarketing

Vendas de smartwatches crescem quase 50% graças à Apple e Samsung